16 de December de 2019

Governo de SP investirá mais de R$ 58 milhões em projetos de associações de produtores rurais. Projetos totalizam R$ 91,02 milhões

Entre 2011 e 2015, foram realizadas seis Chamadas Públicas sendo implantadas 203 Iniciativas de Negócio, que beneficiam 111 associações e 62 cooperativas de produtores rurais, totalizando R$ 82,94 milhões em apoio a essas organizações - Foto: Hélio Filho/SAA

O Governo do Estado de São Paulo investirá quase R$ 60 milhões nas associações e cooperativas paulistas com a assinatura dos Termos de Compromisso das organizações de produtores que tiveram Proposta de Negócio aprovada na sexta Chamada Pública do Projeto de Desenvolvimento Rural Sustentável – Microbacias II – Acesso ao Mercado, executado pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento. O recurso será usado pelas associações e cooperativas para colocar em prática ações que possibilitarão mais renda aos pequenos produtores e desenvolvimento à agricultura paulista.

Das 146 Propostas apresentadas, foram aprovadas 134, com valor total de R$ 91.029.181,36 sendo o montante apoiado pelo Estado de R$ 58.795.220,92 e contrapartida das associações e cooperativas de R$ 32.233.960,44. Ainda há cinco Propostas em fase final de revisão e avaliação, podendo ser aprovadas dentro de alguns dias. Das 134 aprovadas, 90 são de associações, com 2.146 beneficiários, e 44 de cooperativas, com 1.485 beneficiários.

Os 3.631 produtores beneficiários, sendo 93,4% agricultores familiares, apresentaram projetos voltados a diversas cadeias produtivas existentes no território paulista como: olericultura, fruticultura, leite, grãos, café, mel, piscicultura, cana-de-açúcar, citricultura, mandioca, urucum, amendoim, maricultura e pinus. Os projetos visam à compra de equipamentos, maquinários e veículos; construção de casas de embalagens; reformas, entre outros. Das 40 Regionais da CATI, 34 participaram da sexta Chamada, sendo que Araçatuba e Sorocaba apresentaram o maior número de propostas aprovadas, com 13 e 12, respectivamente, seguidos de 10 em Itapeva.

“Executado pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento, por intermédio da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), o Microbacias II possibilita que o homem do campo se desenvolva, cresça e crie novas oportunidades de acesso ao mercado, aumentando a produtividade e gerando renda. O número de Manifestações de Interesse triplicou na sexta Chamada Pública do Microbacias II, houve um crescimento de 173,77%, se comparado à última Chamada. Esse crescimento mostra que estamos no caminho certo para agir em prol da agricultura paulista, conforme orientações do governador Geraldo Alckmin”, afirma Arnaldo Jardim, secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

“Neste evento no Palácio, pretendemos mobilizar as diretorias de todas as 134 organizações com Proposta já aprovadas, sendo uma oportunidade de valorizar o trabalho da CATI e mostrar a importância do Projeto para alavancar a economia dessas organizações, num momento em que a economia do País precisa de investimentos e demonstrações de credibilidade”, avalia João Brunelli Junior, gerente técnico do Microbacias II.

Para o coordenador da CATI, José Carlos Rossetti, o Microbacias II é um importante apoio para que pequenos e médios produtores paulistas possam sobreviver com dignidade por meio de seu trabalho. “O Projeto está promovendo mudanças significativas nas organizações rurais, a partir do momento em que permite que os agricultores sejam gestores do próprio negócio. Essa é a grande inovação. Sem interferência de terceiros, é o produtor quem agrega valor à sua produção, planeja suas atividades, escolhe como vender e tem a liberdade de alterar o rumo de seus negócios. Esse Projeto tem grande valia para o desenvolvimento econômico e social da agricultura familiar do Estado de São Paulo e do Brasil”, disse.

Balanço

Entre 2011 e 2015, foram realizadas seis Chamadas Públicas sendo efetivamente implantadas 203 Iniciativas de Negócio, que beneficiam 111 associações e 62 cooperativas de produtores rurais, totalizando R$ 82,94 milhões em apoio a essas organizações. Também foram aprovados 27 projetos comunitários de comunidades indígenas (6) e comunidades quilombolas (21), totalizando R$ 3,76 milhões em apoio a essas comunidades tradicionais.

As Propostas de Negócio aprovadas e acompanhadas pelo Microbacias II estão distribuídas em todo o território paulista, beneficiando diretamente 6.267 famílias de produtores rurais, das quais 5.819 são agricultores familiares.

Microbacias II – Acesso ao Mercado

O Projeto é executado pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento, por intermédio da Coordenadoria de Assistência Técnica Integral (Cati), e da Secretaria do Meio Ambiente, por meio da Coordenadoria de Biodiversidade e Recursos Naturais (CBRN), com financiamento parcial do Banco Mundial, no valor de US$ 130 milhões, sendo US$ 78 milhões do Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird) e US$ 52 milhões do Estado de São Paulo.

Fonte: Secretaria de Agricultura e Abastecimento

(Colaborou Mauricio Picazo Galhardo)

Email: agronegocio2@hotmail.com

Entre na conversa...