15 de December de 2018

AgroNotícias por Mauricio Picazo Galhardo

158 ANOS. O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa),  completou 158 anos, sábado (28). Sua origem remonta ao tempo do Império, tendo sido criado pelo imperador Dom Pedro II, em 28 de julho de 1860, pelo decreto nº 1.067, ainda como Secretaria de Estado dos Negócios da Agricultura, Comércio e Obras Públicas. Em 1892, com a proclamação da República e a secretaria transformada em Ministério da Indústria, Viação e Obras Públicas, os assuntos de agricultura passaram a ser tratados por diretoria dessa pasta. E, em 1909, as atividades foram incorporadas ao, então criado, Ministério da Agricultura, Indústria e Comércio”.
BRAZIL. O selo Brazil Agro-Good for Nature do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento voltado para produtos da pauta de exportações do país foi apresentado, em São Paulo, durante o evento internacional Global Agribusiness Fórum 2018 (GAF). O objetivo do selo é associar produtos do setor a sua origem, a condições de qualidade, de sustentabilidade e de padrões internacionais.
EXPANSÃO. Maior aliança de cooperativas de produtores rurais da América Latina, a CCAB prospecta novos territórios no Sul, Sudeste e em Mato Grosso do Sul e Goiás. Depois de dez anos atuando com foco no cerrado brasileiro, especialmente, nos estados da Bahia e Mato Grosso, a CCAB Agro, Companhia das Cooperativas Agrícolas do Brasil, representa 55 mil produtores rurais, investe na expansão de sua presença no país.

ALYSSON PAOLINELLI. Durante o Global Agribusiness Forum (GAF), o jornalista João Batista Olivi, do portal Notícias Agrícolas, conversou com o presidente executivo da Abramilho, Alysson Paolinelli, a respeito da situação do país neste momento. Ele, que é ex-ministro da Agricultura, diz ver a situação com “preocupação”. Para ele, nunca tivemos tantas oportunidades como tivemos agora, com conquistas de mercado e de conhecimento, mas que “não está vendo de forma clara onde o país é gerado”.

RECUO. O IGC (Conselho Internacional de Grãos, na sigla em ingês) reduziu sua previsão de produção total de grãos na temporada 2018-19 para 2,059 bi/toneladas, ante 2,077 bi/ton. no início de julho. A previsão também ficou abaixo dos 2,091 bilhões de toneladas da temporada 2017-18. O consumo total de grãos está previsto em 2,128 bi /ton, abaixo dos 2,131 bi /ton.  no início de julho mas bem acima dos 2,109 bi/ton. projetadas para 2017-18.

PIB AGRO 2018. O PIB-volume do agronegócio brasileiro deve crescer 3,4% em 2018, de acordo com estimativas realizadas pelo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, em parceria com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), com base em dados do primeiro quadrimestre deste ano. Segundo pesquisadores do Cepea, o impulso para a alta do agronegócio está vindo dos elos industriais, já que se estima leve queda apenas para o segmento primário.

QUALIDADE. As baixas temperaturas e a maior umidade, que interferem diretamente na produção de mamão, afetaram a qualidade da fruta nos últimos dias – especialmente para a variedade formosa. No Norte do Espírito Santo e no Sul da Bahia, os problemas reduziram os preços no mercado. Enquanto o clima mais frio influenciou na presença de frutas graúdas e na incidência de manchas fisiológicas, a umidade aumentou a aparição de doenças fúngicas.

CEBOLA. Na semana (23 a 27/07) houve queda de preços da cebola na região de São José do Rio Pardo e Monte Alto (SP). Este fato pode ser explicado pelo aumento da oferta nacional, que vem crescendo desde julho. Em Monte Alto, o volume ainda é baixo, mas a colheita já está se intensificando e o pico de colheita está previsto para ocorrer em agosto.

ACHOCOLATADOS. O curso sobre “Achocolatados em Pó: Melhoria de Solubilidade e Propriedades de Avaliação” será realizado nos dias 24 e 25 de outubro, na Cereal Chocotec, em Campinas. A iniciativa é da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo por meio do Instituto de Tecnologia dos Alimentos (Ital). O curso tem enfoque na tecnologia de fabricação e na caracterização de achocolatado em pó.

(Texto(s): Mapa, Agrolink, Notícias Agrícolas, Consejo Internacional de Cereales, Cepea, HFBrasil)

Entre na conversa...