15 de November de 2018

Artistas de Marília são selecionados na Fase Regional do Mapa Cultural Paulista

Os jurados Yone di Alerigi, Cirton Genaro e Astrid Salle, com Denise Campos Justino e artistas. Foto: Divulgação.
Os jurados Yone di Alerigi, Cirton Genaro e Astrid Salle, com Denise Campos Justino e artistas. Foto: Divulgação.

A Secretaria Municipal da Cultura divulgou esta semana os nomes dos artistas selecionados na Fase Regional do Mapa Cultural em eventos que aconteceram nos dias 25 e 27 de setembro no município. O primeiro foi Artes Visuais, na sexta-feira, no Polo Cultural Cejusc – Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania – Campus da Unimar, sendo que a Exposição permanece aberta para visitação até o dia 30 de outubro; o segundo, a expressão Literatura aconteceu no domingo, às 10 horas, no Ponto Milani – Rua São Carlos, 165, Centro.

Nas Artes Visuais os jurados – a escultora Yone di Alerigi, Cirton Genaro e Astrid Salles, selecionaram na modalidade de fotografia o mariliense Klleber Amaral, com as obras “Projeto Feelings I e II” e Fabiano Oliveira Gomes de Garça com “A Vida e suas cores I, II e III” e conferiram Menção Honrosa para o fotógrafo Luciano Henrique de Queiroz, com “Um violeiro toca”.

Nas Artes Plásticas foram selecionados os marilienses Aloisio Dias da Silva, com a obras “Doação de Sangue” e “Trânsito de Hoje” em art näif e Juracy Neris Dos Santos, com a obra Conexões Interiores I, tendo recebido Menção Honrosa Roberta Zamarioli Nakamura de Pompéia com a obra “Cidade em Movimento”.

Em Desenho de Humor foram selecionados Cícero Pais, de Canitar com a obra “Blackout”, Jessé Ribeiro de Ourinhos com a obra “Políticos” e a Menção Honrosa ficou com Fagner Roberto Sitta da Silva, de Garça com a obra “Mantenha distância”.

Denise Campos Justino com o artista Juraci Néris, selecionado em Artes Plásticas, na modalidade Artes Visuais.
Denise Campos Justino com o artista Juraci Néris, selecionado em Artes Plásticas, na modalidade Artes Visuais.

A Secretária Municipal de Cultura Tais Monteiro destaca o fortalecimento das artes em Marília. “É uma grande satisfação para Marília sediar as duas expressões, Literatura e Artes Visuais. O Mapa Cultural é também uma estratégia para um fortalecimento nas Artes e esperamos que a partir deste evento, principalmente a expressão de Literatura possa crescer e se fortalecer, pois sabemos que além de ótimos artistas plásticos, temos valorosos escritores e muitos no anonimato”.

Estiveram presentes Denise Campos Justino, Assistente Técnica representando a Secretária de Cultura, Tais Monteiro, Pedro Militino, Produtor Cultural responsável pelo Mapa Cultural na Região, os jurados, Fernanda Mesquita Serva, Pró Reitora da Unimar, Jefferson Aparecido Dias, Procurador da República, Daniele Mendes de Melo, Juíza Coordenadora do Cejusc, Juliana Raquel Nunes, Chefe do Cejusc, José Ferreira Júnior, Escrevente Técnico Judiciário e demais funcionários do CEJUSC.

Luciano Henrique de Queiroz, menção Honrosa em Fotografia destacou a organização do Mapa Cultural Paulista. “Gostaria de agradecer por todo o empenho e dedicação na recepção de todos os artistas na fase Regional do Mapa Cultural na noite de ontem. Foi muito bom poder encontrar e trocar algumas experiências, ainda que poucas pelo pouco tempo disponível, com artistas de outras cidades. É muito bom esse tipo de encontro pra gente sair um pouco do mundo virtual e ver o que está sendo produzido por aí”.

Na Literatura, concorreram dois escritores marilienses, porém o município não foi selecionado. Os jurados Igor Xantophulo, Viviani Freitas e Alexandre selecionaram Fabricio Pereira de Timburi com o conto “A vida de Miguel”, Neguirene de Paraguaçu Paulista com o conto “Tumulto na caixinha de costura”, Cícero Pais de Canitar com a crônica “A última crônica”, Veridiana Sganzela Santos de Garça com a crônica “Carros, bicicletas e creedence”, Lia Macruz de Assis com a poesia “Anatomia” e Eduardo Gonçalves Dias de Ourinhos com a poesia “Dramalhões”.

Houve um varal literário onde todas as obras foram expostas para cerca de 50 pessoas que compareceram e prestigiaram, em sua maioria os escritores de Marília e região que também tiveram um bate-papo com os jurados e uma roda de leitura. Mário Milani declamou poesias e apresentou música com violão. Devido ao bom nível técnico dos escritores da região e bom gosto nas escolhas das temáticas, a comissão julgadora alegou que tiveram muita dificuldade em selecionar os finalistas.

“Agradecemos a Abaçaí Cultura e Arte por nos confiar esta tarefa de organizar as seletivas de Artes Visuais e Literatura em Marília, o patrocínio do Supermercado Tauste, a Marilan Indústria e Comércio, Maradona Frutas, Rocha Imóveis, Galpão Móveis, Instituto Médico Veterinário, Planeta Soja/Unimar, Dra Carla Belinetti que auxiliaram nos coquetéis. Os parceiros Tribunal Justiça de São Paulo, representado pelo Cejusc de Marília, a Unimar e Livraria Milani por ceder gratuitamente seus espaços, e por fim o violinista Francis David, o artista de Bastos Ricardo dos Anjos e o cantor e escritor Mario Milani que foram as atrações culturais dos eventos”, disse Denise Campos Justino, responsável pelo Mapa Cultural no município.

Outras modalidade aconteceram em outros municípios. No Teatro foi selecionado o Grupo Os Bárbaros e o espetáculo “Casa de bonecas”, município de Maracaí; na Música Instrumental foi selecionada a Dupla Dueto em G com Jair Martins e Mateus Araújo, de Garça e aconteceram em Paraguaçu Paulista; na Dança foi selecionado o Grupo Body Hits, de Palmital (estilo – street dance). Vídeo será dia 2 de outubro às 20h em Garça e não houve inscrição de marilienses.

“Agradeço a receptividade do município de Marília, tanto para minha pessoa como pelos jurados que saem todos muito satisfeitos. Parabenizo também a organização dos dois eventos que foram ótimos e atraíram um bom público, lembrando que agora os selecionados nesta fase vão para a Estadual que acontece em 2016. As propostas artísticas selecionadas de cada linguagem receberão o Prêmio Estímulo no valor de R$2.000,00”, disse o representante da Abaçaí na Região, Pedro Militino.

Entre na conversa...