Diploma falso: Tribunal adia julgamento do vereador Zé Menezes

Vereador José Ferreira de Menezes Filho (PSL). Foto: Camar.
Vereador José Ferreira de Menezes Filho (PSL). Foto: Camar.

O TRF (Tribunal Regional Federal) da 3ª Região/SP adiou para 26 de julho a sessão de julgamento do recurso do vereador José Ferreira de Menezes Filho, do PSL de Marília. Ele foi condenado a 4 anos de reclusão pela Justiça Federal em março de 2015, pelos crimes de falsidade ideológica e uso de documento falso.

Inicialmente, o julgamento deveria ocorrer nesta 3ª feira (28), mas a Relatora do processo, Desembargadora Federal Cecília Mello, acolheu o pedido de adiamento.

Denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF), Zé Menezes, como é conhecido, praticou os crimes no período entre 2009 e 2011. Notícia publicada no site do MPF informou, à época da condenação, que o vereador,

“[…] apresentou diploma universitário e histórico escolar falsos para obter registro profissional de Engenheiro Civil no CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia) de SP”.

Menezes também “cometeu falsidade ideológica ao assinar, como engenheiro responsável, 293 Anotações de Responsabilidade Técnica (ARTs)”, que são documentos que definem os profissionais responsáveis por atividades técnicas de obras.

Zé Menezes, que é integrante da bancada evangélica da Câmara de Marília e vereador aliado ao prefeito Vinícius Camarinha (PSB), está no exercício do terceiro mandato. Além da pena de reclusão, ele também foi condenado a pagar multa de R$ 149 mil.

Sobre Hailton Medeiros 38 Artigos
Hailton Medeiros é jornalista e âncora do polêmico e dinâmico programa de televisão e internet, HORA H. Ele apresenta e comenta diariamente as principais notícias de Marília.

Entre na conversa...