18 de September de 2018

O controle da ansiedade pode estar na orelha

Docente do Senac Marília explica como o estímulo de determinados pontos na orelha impacta positivamente na saúde e gera bem-estar. Foto: Dieta Já.
Docente do Senac Marília explica como o estímulo de determinados pontos na orelha impacta positivamente na saúde e gera bem-estar. Foto: Dieta Já.

Alegria, tristeza, abatimento, relaxamento e outras sensações são refletidas pelo corpo, seja com dores ou expressões faciais. No entanto, mais do que um simples ‘espelho’, determinados pontos da anatomia também podem ser usados na prevenção de doenças e sensações desagradáveis.

Quem, após um dia tenso de trabalho não teve o efeito de alívio depois de uma massagem ou um banho morno? Os possíveis benefícios da estimulação corporal vão além destes exemplos corriqueiros.

Na verdade, alguns pontos do corpo são verdadeiros ‘botões’ para dissipar dores e evitar doenças. Dentre eles, segundo Mirian Kusano, docente da área de saúde e bem-estar do Senac Marília, estão as orelhas.

“Estimular pontos específicos no pavilhão auricular (orelha), como um microssistema de ação, auxilia no processo de reequilíbrio orgânico corporal e na promoção da saúde”, explica a docente.

Esta técnica, conhecida como auriculoterapia, é estudada e praticada há milênios pela medicina tradicional chinesa, que prega o equilíbrio e comportamento preventivo como caminhos para a manutenção da saúde.

Para a auriculoterapia, a orelha seria como um mapa de todo o corpo. A estimulação de determinado ponto, por meio de agulhas ou pressão prolongada, seria capaz de proporcionar o bem-estar ao desobstruir o campo energético da região do corpo a qual faz correspondência.

No entanto, há mais de 50 anos, estudiosos franceses passaram a praticar a técnica de forma menos invasiva. O procedimento ficou conhecido como auriculoterapia francesa. “A técnica se baseia em estimular pontos específicos da orelha, por meio de diferentes materiais como sementes, esferas, magnetos e entre outros”, explica Mirian.

Segundo a docente, as indicações para esta técnica são inúmeras, sendo eficientes desde para contornar problemas funcionais do organismo até alterações emocionais. “A ansiedade é um dos transtornos em que a técnica é muito utilizada com bons resultados; no mundo atual em que vivemos, o sentimento está presente em diversas situações do dia a dia e nos causa diversos transtornos”, orienta.

Aos interessados em aprender sobre os diferentes métodos e aplicações da técnica, o Senac Marília recebe inscrições para o curso Auriculoterapia Francesa, com 40 horas de duração e início previsto para 30 de janeiro.

Informações sobre inscrições podem ser obtidas diretamente na unidade, localizada na rua Paraíba, nº 125, Centro, pelo telefone (14) 3311-7700, ou no Portal www.sp.senac.br/marilia.

Entre na conversa...