19 de August de 2018

A vinda do AME e a volta do “boca murcha”

Fachada de um AME na cidade de São Paulo.
Fachada de um AME na cidade de São Paulo.

A política mariliense esta pautada pela reunião da última sexta-feira (20) entre o atual prefeito, Daniel Alonso (PSDB), e o deputado estadual Abelardo Camarinha (PSB) e o ex-prefeito, Vinícius (PSB). A pauta era discutir a vinda de um AME (Ambulatório Médico de Especialidades) para a cidade.

O que ocorreu após a reunião – e se mantém até o momento – foi uma troca de acusações. O foco da tensão recaiu, entre outras coisas, na indefinição do chefe do Executivo sobre como lidar com a situação.

Isso envolve aceitar o papel protagonista dos Camarinhas na vinda do AME, pois contam com o apoio do atual governador Márcio França (PSB). Daniel também ficou perdido em relação ao uso político do convite em período eleitoral. Disse que a investida dos Camarinhas era “crime eleitoral”. Mas depois entrou no cri%@, quer dizer, na dança.

Além disso, foi discutido uma definição da localização do futuro AME. Primeiramente, Abelardo indicou que a vontade do Governo era pelo prédio municipal X, no Jardim Araxá, próximo a Unimar. Daniel disse um “vou pensar”, com tom de negativa. O atual prefeito tem planos de leiloar esse prédio municipal.

Abelardo então publicou ontem (24) um vídeo em sua página no Facebook e afirmou que a “Faculdade de Medicina de Marília e o Hospital das Clínicas, por meio da Dra. Paloma e do Dr. Valdeci, se interessaram em abrigar o AME”.


Leia também,

“Ele é o camisa 10 do time do Daniel”

Mais uma mudança de posição de Daniel e o tal Prédio X da Prefeitura


Mas hoje, horas após o vídeo de Abelardo, Daniel também foi a sua página no Facebook. Típico da atual Gestão de Daniel, ele agora mudou de posição. Aceita ceder o prédio municipal X.

“Aguardamos a visita técnica solicitada e a inauguração seja em qualquer prédio, incluindo esse [Prédio X], até dezembro deste ano conforme promessa do Deputado e do Ex-Prefeito”, Daniel Alonso (PSDB).

Com essa incapacidade em lidar com a situação, fica a impressão de que o atual prefeito entrou gostoso no convite embaralhado para trazer o AME, controlado desde o início por Abelardo. Vamos ver como Daniel e seu camisa 10 atuarão na situação.

Repercussão sobre a instalação de um AME em Marília

“Independente dos interesses eleitorais, a implementação do AME é de fundamental relevância para a nossa população”, Sugar Ray, coronel da reserva e apresentador de televisão (PPS).

“Mesmo com negativa do Prefeito Daniel de ceder o prédio da prefeitura para instalação do Ame, nós não iremos desistir!! Já encontramos outra solução”, ex-prefeito Vinícius Camarinha (PSB).

“Sobre essa história do AME em Marília: Surreal! Politicagem. Oportunismo. Irresponsabilidade. Amadorismo. Tudo junto e misturado. Briga de garnizés”, vereador José Luiz Queiroz (PSDB).

“A invés de o prefeito Daniel ficar com essa boca murcha, reclamando e criticando… vai trabalhar!”, deputado estadual Abelardo Camarinha (PSB).

“É patético! É a velha classe política fazendo mais do mesmo. Os dois lados estão brincando com a saúde pública e com a população. Quem perde é a cidade. É a população”, cientista político e professor Marcelo Fernandes (PV).

Entre na conversa...