10 de December de 2019

A paixão nacional fora da ordem cronológica em Marília

A chamada Lei de Licitações determina que os pagamentos de fornecedores e parceiros do poder público aconteçam com a estrita obediência da ordem cronológica das datas de suas exigibilidades.

Mas quando o gestor público pode se desvirtuar dessa ordem? Isso só é permitida em casos de “relevantes razões de interesse público e prévia justificativa”.

Bem justificar o pagamento fora da ordem cronológica é um imperativo legal a ser obedecido por qualquer Administração pública que deseje o respeito do contribuinte.

Qual a relevante razão de interesse público em efetuar o pagamento fora da ordem cronológica a Liga Desportiva de Marília? Esses recursos públicos são principalmente destinados ao pagamento de árbitros aos jogos da várzea.


Leia também,

Pagamentos fora de ordem cronológica podem complicar Daniel Alonso


Porém, a justificativa oficial para o pagamento de cerca de R$ 30 mil é algo irrelevante: “[…] por tratar da prestação de serviços de gerenciamento dos campeonatos de futebol amadores adultos e infantis da cidade de Marília”.

Se fosse para a Gestão Daniel Alonso (PSDB) disfarçar a relevância dos pagamentos fora da ordem cronológica, da próxima vez deveriam justificar: “[…] por ser o futebol uma paixão nacional”.

Enquanto isso, acumula-se casos em sua Gestão com falta de pagamento a fornecedores, como para fornecedor de coleta de lixo e de carne da merenda escolar.

Pagamento fora da ordem cronológica a Liga de Futebol.
Pagamento fora da ordem cronológica a Liga de Futebol.

Entre na conversa...