Programa de Inovação do Sebrae/CNPq recruta agentes na região de Marília

Se encerram em 2 de março as inscrições para o Processo Seletivo do Programa ALI – Agente Local de Inovação, realizado pelo Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) e CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico).

A região atendida pelo Escritório Regional (ER) do Sebrae em Marília, conta com 15 vagas para bolsistas com atuação como agentes e 1 vaga para Orientador.

O candidato selecionado e aprovado como Orientador receberá uma bolsa no valor de até R$ 4 mil/mês, por até 18 meses de duração. Já os aprovados como candidatos a Agente participarão de uma capacitação remunerada no valor de R$ 2 mil, durante um mês. Após esse período, os 15 primeiros profissionais classificados na etapa de capacitação receberão uma bolsa, no valor de R$ 4 mil/mês, por um período de até 30 (trinta) meses. Os demais poderão compor o cadastro de reserva.

Para Orientador é necessária formação universitária, em qualquer área de conhecimento, concluída há, no mínimo seis anos e título de mestre ou doutor, além de experiência comprovada. Já os Agentes devem ter formação universitária, em qualquer área de conhecimento, com colação de grau efetuada entre abril de 2012 e março de 2015.

A taxa de inscrição é de R$ 30 para Agente e R$ 50 para Orientador. Para realizar a inscrição, os candidatos devem acessar o site da EGaion Consultoria www.egaion.com.br – página “Seleções” – “SEBRAE – Programa ALI/SP – 01/15.

Importante realizar a leitura prévia e detalhada do comunicado 01 do processo seletivo, onde constam todas as informações sobre as vagas, requisitos exigidos, procedimentos para inscrição, cronograma e fases da seleção.

 Sobre o Programa ALI

O Programa Agentes Locais de Inovação, criado pelo Sebrae em parceria com o CNPq, tem por objetivo promover a prática continuada de ações de inovação nas empresas de pequeno porte, por meio de acompanhamento proativo, gratuito e personalizado, realizado por bolsistas do CNPq aprovados em processo seletivo específico.

Os primeiros ciclos do Programa no estado de São Paulo contaram com a participação de mais de 300 bolsistas e 12 mil empresas dos setores de indústria e serviços. Muitos empresários envolvidos no programa foram reconhecidos através de premiações, como o Prêmio Nacional da Inovação e Prêmio MPE Brasil.

Entre as atividades dos bolsistas estão elencadas: realizar visitas às Pequenas Empresas, diagnósticos, apresentações, elaborar relatórios, buscar informações que subsidiem o acompanhamento à empresa, prospectar fontes de recursos e de apoio, contribuir para a elaboração e acompanhar o plano de trabalho da empresa assistida, acompanhar e facilitar o processo de inovação (do surgimento da ideia até a sua implementação), entre outras.

Sobre Adriana Forcato 197 Artigos
Ela atua pela Imprensa Assessoria em Comunicação e pelo Grupo Máquina PR.

Entre na conversa...