24 de June de 2019

Prefeito de HigashiHiroshima visita Marília nesta segunda e terça

Praça Higashi Hiroshima em Marília. Foto: Divulgação
Praça Higashi Hiroshima em Marília. Foto: Divulgação

Definida a agenda do prefeito da cidade japonesa de HigashiHiroshima, Yoshio Kurata, na visita oficial à Marília nesta segunda e terça feira.

Marília e Higashi são cidades irmãs desde a década de 80.

[contextly_auto_sidebar]O prefeito japonês irá desembarcar segunda feira, às 10h30, no aeroporto local sendo recebido pelo chefe do Executivo mariliense, Vinicius Camarinha, e demais autoridades. Ele estará acompanhado do presidente da Câmara Municipal de Higashi, Mamoro Yamashita.

Em seguida irá visitar a indústria Bel Chocolates, almoçando no refeitório da empresa. Depois, Yoshio e autoridades irão ao Haras ZD.

Entre 14h30 e 16h30, o prefeito japonês e Vinicius Camarinha irão à Emei “Monteiro Lobato”, onde acompanharão a apresentação de danças típicas brasileiras. Depois, haverá o plantio de árvores típicas de Brasil e Japão, ipê e cerejeira.

Entre 16h20 e 17h30, haverá visita à Escola de Língua Japonesa, no Kai Kan, no bairro Alto Cafezal.

À noite, às 19h30, a comitiva japonesa vai acompanhar no Teatro do Sagrado Coração de Jesus a exibição solo de Eduardo Okamoto, inspirado na obra do escritor japonês Kenzaburo Oe, Prêmio Nobel de Literatura em 1994. Eduardo Okamoto é ator, bacharel em Artes Cênicas e docente da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas).

Também no Colégio Sagrado, o prefeito e o presidente da Câmara da cidade japonesa receberão o certificado de visitantes ilustres das mãos do vereador Silvio Harada.

Agenda terá intensa programação na terça-feira

Na terça feira, dia 27, às 8h00, Yoshio Kurata vai acompanhar o hasteamento de bandeiras com apresentação da Banda Marcial Cidade de Marília. Em seguida, haverá o plantio de um muda de “Pau Brasil”.

Às 9h00, no gabinete do prefeito Vinicius Camarinha, será assinado o protocolo de intenções de convênios entre as duas cidades nas áreas de educação, saúde, esportes e comércio.

Em seguida, a comitiva japonesa irá à Unimar, Universidade de Marília, para visitar o Hospital Universitário, a Fazenda Experimental e o Planeta Soja.

No período da tarde, às 14h30, a visita será ao Museu Histórico e Pedagógico, onde haverá apresentação de corais e capoeira.

Às 15h45, na Praça HigashiHiroshima (Praça da Emdurb), haverá o encerramento da agenda oficial.

Vinicius Camarinha destaca a honra da visita

HigashiHiroshima tem cerca de 200 mil habitantes e desde a década de 80 é considerada cidade irmã de Marília. O prefeito Yoshio Kurata chegou ao Brasil nesta última sexta-feira, fazendo parte de uma comitiva da província de Hiroshima para participar em São Paulo das comemorações do aniversário do estado japonês. Na segunda e terça, Yoshio e e o presidente da Câmara de Higashi cumprirão a agenda em Marília.

Há 70 anos, um grupo de imigrantes japoneses da cidade de Hiroshima criava uma associação em São Paulo para apoiar os recém-chegados da cidade japonesa vítimas da primeira bomba atômica jogada pela aviação norte-americana, em 6 de agosto de 1945.

A exposição de fotos sobre o lançamento da bomba atômica em Hiroshima aconteceu neste sábado na Biblioteca Latino-Americana, com a presença do prefeito de Hiroshima, Kazumi Matsui, do governador da província de Hiroshima, Hidehiko Yuzaki, entre outras autoridades, como o prefeito e o presidente da Câmara de Higashi Hiroshima.

O prefeito Vinicius Camarinha destacou ser uma honra receber os japoneses. “Eles representam muito historicamente para o desenvolvimento de Marília, da nossa região e do Brasil. Agora, vamos confirmar os laços de cidades irmãs, assinando o protocolo de intenção de parceria em várias áreas, como educação, saúde, esportes e comércio”, frisou.

O presidente do Nikkey Clube, Leonardo Sasazaki, ressaltou a importância da visita da comitiva japonesa à Marília.”As cidades são co-irmãs. Esta parceria vai completar agora em novembro 25 anos. São laços de amizade, culturais e também empresariais.  O Nikkey Clube de Marília também faz parte dessa história os dois países e as duas cidades. Por isso estamos orgulhosos”, afirmou Sasazaki

Entre na conversa...