21 de March de 2019

Campanha mostra os impactos sociais negativos da Olimpíada

Organizações denunciam na ONU violações e restrições a direitos nos preparativos dos Jogos Olímpicos. Foto: Reprodução/Internet.

A Campanha “Rio 2016, os Jogos da Exclusão” lançou um mapa que aponta os impactos sociais negativos da Olimpíada no Rio de Janeiro. O mapa mostra locais onde ocorreram remoções desde 2009- quando a cidade foi escolhida para sediar a competição.

Segundo os dados da campanha, cerca de 77 mil pessoas foram retiradas de suas casas por causa dos Jogos. De acordo com Mario Campagnani, da Jornada de Lutas contra os Jogos da Exclusão, o mapa é uma construção coletiva de organizações e movimentos que atuam no Rio de Janeiro.

O gráfico também aborda o impacto ambiental dos jogos ao denunciar que nenhuma meta de despoluição foi cumprida.

Além disso, aponta o processo de privatização dos equipamentos esportivos; a falta de transparência das grandes obras de intervenções urbanas e mais as violações ao trabalho, com a perseguição a camelôs e a morte de 11 trabalhadores durante as obras dos Jogos desde 2013.

O mapa faz parte da Jornada de Lutas contra os Jogos da Exclusão que acontece do dia 1 º a 5 de agosto. Estão programados manifestações, atos, debates e oficinas em diversos locais da cidade.

Entre na conversa...