18 de February de 2020

Partido Verde promove oficina sobre “Cidades Inteligentes” no domingo

Foto aérea de Marília. Foto: Divulgação.
Foto aérea de Marília. Foto: Divulgação.

O Partido Verde (PV) promoverá amanhã (24) a oficina participativa “A Marília que queremos: cidades inteligentes, cidades vivas”. O evento acontece no Alves Hotel às 9h.

O conceito de Cidades Inteligentes (do inglês Smart Cities) surgiu na Europa na década de 1990. De acordo com a FGV (Fundação Getúlio Vargas), uma cidade inteligente é aquela formada por “sistemas de pessoas interagindo e usando energia, materiais, serviços e financiamento para catalisar o desenvolvimento econômico e a melhoria da qualidade de vida”.

O que caracteriza esses fluxos de interação como “inteligentes” é o uso estratégico de infraestrutura e serviços e de informação e comunicação com planejamento e gestão urbana para dar resposta às necessidades sociais e econômicas da sociedade.

Marília

Para o presidente do PV, Antônio Vieira, é justamente isso que o poder público municipal ainda não fez em Marília.

“Uma cidade sem planejamento passa a impressão de estar abandonada e a merçe da sorte. Pensar a cidade é entender as necessidades dos cidadãos, planejar os loteamentos imobiliários, cuidar da infra-estrutura para atender a população e, acima de tudo, ouvir as pessoas. É a partir das necessidades dos marilienses que podemos desenvolver ações que atendam a demanda apresentada”.

De acordo com uma agência de pesquisa espanhola, o Cities in Motion Index, o nível de inteligência de uma cidade pode ser mensurado por meio de 10 dimensões: governança, administração pública, planejamento urbano, tecnologia, o meio-ambiente, conexões internacionais, coesão social, capital humano e a economia.

Apesar de ainda ser novidade, já se tem em vista o impacto do conceito de Cidades Inteligentes para o desenvolvimento sustentável, o crescimento econômico e os avanços tecnológicos. Em busca de se tornarem inteligentes, a maioria das cidades europeias acima de 100.000 habitantes já possuem ou estão implementando iniciativas para se tornarem de fato Smart Cities.

Entre na conversa...