15 de December de 2018

Denúncia aponta para uso de estagiários como professores no Ensino Municipal de Marília

O jornalista Fábio Conti, do programa Marília Agora, na TV Sol, publicou ontem (20) matéria com denúncia envolvendo a educação infantil em Marília. Segundo a matéria, estagiários afirmam que atuam na rede municipal de ensino como professores, o que é ilegal, conforme a Lei do Estágio.

A afirmação de que os estagiários da Secretária da Educação atuam como professores segue em meio a outras denúncias, como salários atrasados, falta de comprovação de renda e transparência em descontos de folha de pagamento. Os estagiários afirmaram ainda que a rede municipal de ensino não tem professor substituto, e que eles são obrigados a dar aula sem estarem plenamente familiarizados com o conteúdo programático da rede. “Simplesmente tem que se virar para conseguir dar aula para os alunos”, afirmam.

 

Mariangeli Pereira Martinelli da Silva, superintendente do Centro de Integração Empresa Escola (CIEE), empresa responsável pelas contratações de estagiários, informou sobre o regime de contratação e esclareceu dúvidas trazidas por Fábio Conti. Em entrevista, ela afirmou que “o atraso de pagamento foi causado por falta de repasse de recursos da prefeitura de Marília”, mas que o problema estava sendo solucionado.

O Marília Agora também traz reportagem com base em denúncia de internautas que enviaram vídeo de ruas esburacadas e compararam com fotos do final da avenida “Hygino Muzzi Filho,” no final do Jardim Universitário. Ruas que não apresentavam nenhum buraquinho sequer foram totalmente recapeada com asfalto de qualidade, e eles perguntam: cadê a prioridade?

Entre na conversa...