1 de April de 2020

HEM inaugura Clínica Aconchego e projeta nova fase

Recepção da nova aula do HEM, conquistada por meio de ações filantrópicas da comunidade.
Recepção da nova aula do HEM, conquistada por meio de ações filantrópicas da comunidade.

O Hospital Espírita de Marília (HEM) inaugurou uma nova ala em solenidade realizada nesta quarta feira. A obra foi realizada por meio de atividade filantrópica da comunidade espírita mariliense.

O Hospital Espírita de Marília até a década de 80 atuava como hospital geral. A partir daí se transformou em psiquiátrico para atender à demanda de pacientes nessa área, sendo referência para 62 municípios de toda a região. No entanto, para garantir sua sustentabilidade financeira, uma vez que hoje todos os hospitais estão passando por uma grande crise em razão da defasagem da tabela SUS, congelada desde 2009, houve a necessidade de um planejamento e execução da nova forma de atendimento.

Segundo o controlador do hospital, Bruno Armentano, essa nova ala marca tem um significado técnico muito importante.

“São 35 leitos de atendimento clínico para recuperação de pacientes em clinica médica, neurológica e pós cirurgia. Isso dá ao hospital a característica para atendimento geral e não apenas psiquiátrico. Continuamos também com o atendimento da psiquiatria e o processo da desospitalização com reabilitação de saúde mental”.

Após três anos de construção, graças ao apoio da comunidade mariliense, o HEM coloca em funcionamento a Clínica Aconchego, um espaço que abriga clínicas médica e geriátrica.“Com isso, está retomando a condição de hospital geral, garantindo com isso sua sustentabilidade. “A nova ala transforma o HEM em hospital geral, com especialidade em Psiquiatria. Vamos com isso atender mais pessoas, levando-se em conta a renovação do atendimento do convênio com o SUS(Sistema único de Saúde)”, enfatizou o diretor-presidente da instituição, Vicente Armentano Junior.

Ele lembra que para o futuro há projetos previstos de Centro Cirúrgico e UTI (Unidade de Tratamento Intensivo).

Essa reestruturação gradativa já começa a beneficiar a população. “São 35 leitos modernos e total conforto, enfermaria 24 horas, sala de nutrição, ar condicionado, Wi Fi, e toda estrutura clínica para atender pacientes com alguma patologia de média ou alta complexidade, como por exemplo, vítimas de pneumonia e AVC (Acidente Vascular Cerebral). O atendimento é feito por meio de convênios e particulares”, finalizou.

O HEM está com quase 300 pacientes, atendidos por 250 funcionários.

O Prefeito Vinícius participou da cerimônia e afirmou que a Prefeitura e o HEM acabaram “de assinar uma parceria possibilitando mais 260 leitos para o atendimento à população mais humilde, comprovando a elevação do investimento em Saúde de 22% para 27%.”

Entre na conversa...