Você sabe o que pensa o provável ministro da Fazenda de um eventual Governo Temer?

Economista e líder do Movimento Brasil Eficiente, Paulo Rabello de Castro. Foto: YouTube.
Economista e líder do Movimento Brasil Eficiente, Paulo Rabello de Castro. Foto: YouTube.

No Senado Federal, há grande chance de o impeachment da presidente Dilma Roussef ser votado em maio e a presidente ser afastada por 180 dias. Nesse cenário, quem assume a presidência é Michel Temer.

De acordo com a revista Veja, Temer sinalizou que o nome mais provável para assumir o Ministério da Fazenda é Paulo Rabello de Castro. Rabello de Castro é doutor em Economia pela Universidade de Chicago (EUA) e líder do Movimento Brasil Eficiente.

A atividade principal do Movimento é a formulação de propostas concretas para alcançar a Simplificação Fiscal e a Gestão Eficiente das Despesas do Governo no Brasil. A tese principal do Movimento é simples e comum à todo brasileiro contribuinte. Para Rabello, “O sistema tributário brasileiro é um verdadeiro caos.” Ele usa a expressão “manicômio tributário” para representar esse caos e afirma que até mesmo contadores profissionais e auditores fiscais se enlouquecem diante do caos do sistema tributário brasileiro. Daí a expressão “manicômio tributário”. Para ele, essa loucura pode ser resolvida por meio de “aglutinações” de impostos, contribuições e taxas.

A realidade é que são mais de 50 tributos que dificultam a vida das empresas e do cidadão. E esse caos possui um enorme impacto político. Rabello de Castro denuncia que “se não sabemos ao certo quanto gastamos com impostos, como exigir o retorno em serviços públicos de qualidade?”

No campo político, o economista aponta algumas mudanças necessárias à reforma política, que daria forma à uma reforma tributária. Em entrevista ao Programa Roda Viva, em 2015, Rabello de Castro apontou os pontos de uma reforma política “pra valer”: enfraquecer as dinastias familiares na política; ter uma visão de contribuição; fim das reeleições; fim do politico profissional, cada vez mais as pessoas poderiam ser capazes de dar a sua contribuição pública e voltar para as suas respectivas profissões.

Para Rabello de Castro, os políticos deveriam ser capazes de responder à seguinte pergunta: O que mais você faz na vida? Para ele, é preciso que os jovens mantenham a esperança no Brasil. “Há uma vontade dos jovens talentosos em deixar o Brasil”, disse no Roda Viva.

Entre na conversa...