24 de June de 2019

Vice-presidente de Associação na zona oeste chama atenção para a rota do transbordo

Foto: FESSPMESP.

O Vice-presidente da Associação de Moradores e Proprietários do Jardim Flamingo, na zona oeste, Alberto Schiavon, protocolou junto a Prefeitura Municipal de Marília um pedido para que o atual governo municipal atue no bairro e resolva o problema com as rotas das carretas de transbordo da terceirizada Monte Azul. As carretas saem com o lixo do Aterro Sanitário Municipal e vão em direção à Assis.

De acordo com o Requerimento (ver documento abaixo), Schiavon aponta para uma mudança na rota das carretas. Sob o pretexto de “cortarem” 100 metros no trajeto percorrido do Aterro Municipal até a Rodovia Rachind Rayes (SP-333), as carretas passaram a trafegar dentro do bairro Jardim Flamingo, deixando um rastro de cheiro de lixo e chorume na Rua Armando Guelpa. Schiavon diz que esta mudança de rota não é o correto e aponta que os caminhões devem trafegar pela estrada, a Vicinal Marília-Avencas, até o trevo com a SP-333.

Requerimento protocolado pelo vice-presidente da Associação dos Moradores e Proprietários do Jardim Flamingo. Foto: Autor.
Requerimento protocolado pelo vice-presidente da Associação dos Moradores e Proprietários do Jardim Flamingo. Foto: Autor.

Com o mau cheiro e o chorume sendo espalhados pelo rua, tanto os moradores quanto os pequenos comerciantes locais já sentem os efeitos desta mudança de rota, pois bares, onde se servem refeições, estão perdendo seus clientes. Schiavon cobra uma posição do atual governo municipal e avalia: “Assim acho que é um pedido simples e [de] fácil solução, só haver um pouco de boa vontade do responsável pelo transbordo”.

Entre na conversa...