22 de October de 2018

“É incompetência mesmo”, afirma radialista sobre pagamento a Sindimmar

Levi Gomes já foi gerente do Banco do Brasil em Vera Cruz. Foto: Visão Notícias
Levi Gomes já foi gerente do Banco do Brasil em Vera Cruz. Foto: Visão Notícias

O radialista Giroto Filho fez essa afirmação ontem (19) em seu programa matinal na Jovem Pan. Ele repercutiu a confusão envolvendo o atual secretário da Fazenda na gestão Daniel Alonso (PSDB), Levi Gomes, e servidores públicos municipais.

Levi deveria cumprir uma decisão judicial, mas não cumpriu. A decisão de 10 de julho determinou que parte do pagamento da Prefeitura ao Sindimmar deveria ir à conta judicial aberta pela juíza Paula Jacqueline Bredariol de Oliveira.

Entretanto, os dois dias após o recebimento da notificação sobre o repasse não foram suficientes para Levi. Em 13 de julho ele ordenou a transferência de todo o montante do repasse à conta do Sindicato.

Isso gerou uma revolta entre os servidores municipais porque a conta judicial serve para garantir a continuidade das eleições para presidente e diretoria do Sindimmar.


Leia também,

“Mais uma facada desse Governo que se elegeu as custas dos servidores”
Servidores municipais se preparam para retomar eleição no Sindimmar

Na noite de quarta-feira (13), eles foram até a juíza, acompanhados de advogado, indagar se havia um “claro flagrante de desrespeito ao Poder Judiciário” por parte de Levi.

Levi se defendeu afirmando que “já havia sido feito o provisionamento [do repasse] nas contas bancárias [da Prefeitura] para os pagamentos [ao Sindimmar]”. A juíza aceitou a desculpa de Levi, mas ordenou que o Sindimmar fizesse, então, o repasse devido a conta judicial.

Porém, uma pergunta sobrou: Não se consegue cancelar e reorganizar em dois dias uma reserva de dinheiro público para pagamento na Fazenda da Prefeitura? Eis a incompetência de Levi de que fala o radialista.

O radialista também fez críticas pesadas ao prefeito Daniel, colocando-o na história política de Marília como o líder da “pior Administração da história republicana de Marília”. Ironicamente, Giroto Filho finalizou dizendo que o “prefeito Bulgarelli agradece”.

Quem não agradece é a população mariliense, que continua com o “mais do mesmo”.

Entre na conversa...