15 de July de 2019

Tratamento de esgoto: Daem diz que obra será concluída em 2016

Foto: Divulgação.

Segundo informou o diretor executivo do Daem (Departamento de Água e Esgoto de Marília), João Carlos Polegato, ao Jornal da Manhã em reportagem veiculada hoje (18), a obra de tratamento e afastamento de esgoto está dentro do cronograma e deverá ser concluída em 2016.

“Está tudo normal. Por enquanto está indo pouca verba porque é a parte mais barata da obra. Está sendo feito o serviço de terraplanagem nas estações de tratamento do Pombo e do Barbosa”, disse Polegato à reportagem.

No último domingo, a Matra publicou artigo perguntando quando a obra ficará pronta, pois no Relatório de Execução Orçamentária do 1º quadrimestre de 2014 estão previstos R$ 48,5 milhões do Governo Federal, mas de janeiro a abril deste ano o dinheiro ainda não havia sido liberado.

Ainda de acordo com a notícia, o Ministério das Cidades disse por meio da Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental que monitora o andamento dos empreendimentos de saneamento apoiados com recursos federais e procura auxiliar na superação de dificuldades, nas questões que estejam ao seu alcance. O governo federal negou o atraso no repasse e o descumprimento do cronograma das obras.

Mais de R$ 100 milhões serão repassados pelo governo federal a fundo perdido até o término da obra de tratamento de esgoto.

Fase atual

A terraplanagem está sendo feita em terrenos à margem da estrada do Pombo e no bairro Nova Marília 3 (Bacia do Barbosa). O próximo passo será o início das duas estações de tratamento com impermeabilização da área e posteriormente a compra e instalação de equipamentos como bombas, sopradores e compensadores.

As estações de tratamento do Pombo e do Barbosa devem estar em funcionamento até o final do ano, segundo informações do Daem.

A autarquia agora aguarda a liberação de recursos pela Caixa Econômica Federal para início das obras da Bacia do Palmital. Ainda restam implantar 95% dos emissários, o equivalente a mais de 30km e depois a estação de tratamento, que deverá estar pronta em agosto de 2016, caso a construtora OAS cumpra o cronograma. A maioria dos serviços está sendo terceirizada e empresas da região deverão estar responsáveis pelas etapas vindouras da obra de tratamento de esgoto.

Entre na conversa...