Consumidor adota diferentes hábitos para economizar diante da conjuntura atual

Com a alta dos preços, consumidor opta pela mudança de hábitos de compra nos supermercados de Marília e região
Com a alta dos preços, consumidor opta pela mudança de hábitos de compra nos supermercados de Marília e região

Economizar não tem sido uma tarefa fácil para o consumidor, ainda mais nesses tempos de alta inflação, que corrói o poder de compra e faz com que muitos consumidores excluam do carrinho itens que se acostumaram a consumir nos últimos anos.

De acordo com a APAS – Associação Paulista de Supermercados, diante do atual cenário, o consumidor tem se comportado dentro de um raciocínio lógico para economizar: verifica pontos de vendas mais baratos; faz compras apenas em determinado período do mês; opta por diferentes tipos de embalagens (com mais produtos a um preço menor); troca marcas convencionais por mais baratas e até deixa de comprar itens.

O gerente de Economia e Pesquisa da APAS, Rodrigo Mariano, explicou que a alta dos preços não só influenciou o comportamento do consumidor, como refletiu nas vendas. “De todas as vendas dos supermercados em um mês, 36% foram realizadas nos dez primeiros dias do mês em 2014. Já em 2015 esse número subiu para 40%. Ou seja, as pessoas estão concentrando suas compras no início do mês, para aumentar seu poder de compra”, diz.

Para o gerente, técnicas como essa ajudam, mas, ainda assim, prevalece o velho conselho recomendando todos a pesquisarem os preços.

“O consumidor precisa pesquisar bastante antes de ir às compras. Um exemplo importante é escolher que tipo de loja é a mais adequada para o seu perfil de compra. Não adianta comprar em grande quantidade e acabar consumindo mais, sem ter nem onde estocar”, comenta.

A dica é compartilhada pelo superintendente da entidade, Carlos Correa, que afirmou que, por conta da redução da atividade econômica, insegurança na manutenção do emprego e crédito escasso, as pessoas estão com seus orçamentos comprometidos.

“Além de pesquisar preços, o consumidor deve buscar os estabelecimentos que tragam maior conveniência – a proximidade de casa –, já que hoje, cada vez mais, as pessoas carecem de tempo”, comentou o superintendente.

Outra dica valiosa é aproveitar as promoções feitas pelos supermercados, que podem contribuir para encher o carrinho de compras.

Sobre APAS Regional Marília

Em 2015, a região de Marilia foi responsável por 1,7% do faturamento do setor supermercadista no estado, o que equivale a aproximadamente R$ 1,6 bilhões. Aqui, o setor emprega, aproximadamente, 9 mil colaboradores. E assim, o setor desponta como uma das principais atividades do comércio e do PIB da região. Só na cidade de Marilia o setor de supermercados faturou no ano passado R$ 500 milhões, o que equivale a 30% da região e 0,50% do faturamento de todo o estado de São Paulo.

Entre na conversa...