19 de October de 2018

O ponto forte da atual Câmara Municipal de Vereadores

Será nesta segunda-feira, dia 9 de fevereiro, a 2ª sessão ordinária de 2015 da Câmara de Marília
Atual presidente da Câmara, Herval Rosa Seabra. Foto: Camar.

Em 2014, a OSCIP Marília Transparente publicou um estudo a respeito da produtividade camarária, isto é, a produção dos vereadores eleitos e pagos com o dinheiro do contribuinte para a nossa representação no legislativo municipal. Surpreendentemente pra uns, tristeza pra outros, mas para a alegria de alguns, a produção dos vereadores na Câmara Municipal de Marília foi ridícula.

A grande preocupação dos vereadores estava na propositura de requerimentos de prestação de congratulações e pesar, melhor dizendo, 65% do tempo de trabalho dos vereadores foi ocupado com isto em 2014.

Pra se ter uma ideia, comparativamente, vamos pensar num trabalhador de uma empresa que cumpre 8h diárias de serviço. Se esta pessoa trabalhasse como nossos vereadores, ela passaria mais de 5h por dia cumprimentando seus colegas de trabalho por seus feitos, como comprar uma camisa nova ou começar um namoro, estas coisas, mas também afagando-os por um mau desempenho numa reunião ou a perda de um ente querido. Mais que 5h por dia fazendo isto no trabalho!

Este puxasaquismo foi levado ontem para um importante evento, intitulado Ciclo de Debates com Agentes Políticos e Dirigentes Municipais. O evento foi realizado no auditório da Unimar na manhã de quinta-feira (18). Em nome de toda a população de Marília, já que a Câmara nos representa, o vereador Herval Rosa Seabra (PSB) entregou o título de Visitante Ilustre para o presidente do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo (TCE-SP), conselheiro Dimas Eduardo Ramalho.

Até aí estamos apenas mostrando o ponto forte da nossa Câmara e, quiçá, do nosso povo… o puxasaquismo. Melhor dizendo, a falta de confiança da população e que se traduz em adulação para ganhar capital social, político e até mesmo econômico. Ponto pra Marília. A coisa fica esquisita quando você para e pensa com um pouco mais de cuidado. O objetivo do evento era dar espaço para que o presidente do TCE-SP orientasse gestores públicos para que não cometam erros com o dinheiro público em ano eleitoral. Espera! Não cometer erros com o dinheiro público e quem nos representa é o vereador Herval?

Apenas para lembra-los, Herval foi condenado a oito anos de prisão por peculato, isto é, roubo de dinheiro público da Câmara de Vereadores de Marília enquanto exerceu a presidência da Casa na década passada. Para continuar atualmente como presidente da Câmara (não se choque, mas sim, ele é o atual presidente), Herval conta com a base de vereadores que da suporte ao atual prefeito, Vinícius Camarinha PSB). 

Entre na conversa...