15 de December de 2018

Lojas abrem domingo até as 17 horas

Libânio Victor Nunes de Oliveira, presidente da Acim, presidente da ACIM
Libânio Victor Nunes de Oliveira, presidente da Acim.

Pela primeira vez no ano as lojas do comércio de Marília estarão funcionando neste domingo dia 20, das 9 as 17 horas, conforme o calendário de abertura especial definida pelos comerciantes em assembleia geral extraordinária, realizada em novembro de 2014, quando toda a temporada foi definida quanto aos funcionamentos em feriados, dias especiais, finais de semana e datas comemorativas. “Uma vez decidido passamos a cumprir o que os comerciantes votaram”, justificou o presidente da Associação Comercial e Industrial (ACI) de Marília, Libânio Victor Nunes de Oliveira ao fazer o alerta sobre o funcionamento das lojas no domingo.

[contextly_auto_sidebar]De acordo com o calendário de 2015, desde o sábado dia 05, no primeiro do mês com funcionamento no período das 9 as 17 horas, os demais sábados estarão funcionando no mesmo período. Na segunda-feira, dia 07, começou o funcionamento das lojas até as 22 horas durante o período de 07 a 23 nos dias úteis, ou seja de segunda a sexta-feira, exceto dia 08, na terça-feira, em que aconteceu o feriado municipal e as lojas do comércio de Marília funcionaram das 9 as 17 horas, o mesmo acontecerá nas duas últimas quintas-feiras do mês, dias 24 e 31, quando as lojas só funcionarão no período diurno das 9 as 17 horas. No próximo domingo, dia 20, será atípico, ou seja, as lojas abrirão também no período das 9 as 17 horas. “O mês de dezembro é totalmente diferente dos outros meses do ano”, resumiu Libânio Victor Nunes de Oliveira ao destacar novamente os dias e horários de funcionamento das lojas da cidade neste final do ano.

A decisão de abertura no domingo é bastante polêmica, afinal, existem muitos comerciantes favoráveis e outros desfavoráveis. “O problema é o contexto, afinal, todo comércio depende de vendas, e quanto mais oportunidade de vender houver, melhor a situação da empresa”, defende Libânio Victor Nunes de Oliveira que é a favor da abertura constante das lojas aos sábado e domingo, mesmo compreendendo as complicações legais para isso. “Para funcionar num domingo, ou num dia fora do normal, o comerciante tem uma série de obrigações legais a respeitar”, disse ao acreditar que a burocracia e principalmente o custo operacional exigido por lei desestimulam abertura em alguns casos. “Mesmo seguindo a lei para abrir, é preciso verificar bem o custo, para que as vendas sejam positivas naquele dia”, comentou ao sugerir um bom planejamento neste sentido. “Para as lojas com gestão familiar fica mais fácil”, destacou.

Mesmo assim os advogados que formam o Departamento Jurídico da Acim estão disponíveis do comerciante em geral para as devidas orientações necessárias, bem como um bom material está disponível no portal eletrônico da entidade (www.acim.org.br) para consulta e análise da compensação. “O momento é oportuno por ser Natal”, questionou ao verificar se tratar do último domingo antes do Natal. “Infelizmente o consumidor brasileiro sempre deixa para a última hora”, lembrou um dos principais argumentos para se escolher sobre a abertura no domingo. “Nos 365 dias do ano, este dia 20, será o único com funcionamento no domingo”, enfatizou Libânio Victor Nunes de Oliveira que vem observando grande movimento nas lojas da cidade, principalmente no período noturno. “Geralmente o pessoal trabalhou o dia todo, está mais fresco e é um excelente programa com a família passear entre as lojas da cidade”, acredita o presidente da Acim que está animado num crescimento nas vendas seja qual for o índice. “Digo que se empatarmos com o movimento do ano passado será muito bom”, avaliou.

Entre na conversa...