28 de May de 2020

Moradores do Fragata relatam incômodos trazidos por casa noturna

A abertura de uma casa noturna em Marilia esta causando incômodo aos moradores ao redor. Aberta recentemente, no dia 17 de outubro, a S Hall esta funcionando em meio a um bairro residencial, na Rua Antonio Augusto Neto, n.º 55, no bairro Fragata, na zona leste de Marília.

Área para fumantes aponta construção em passeio público. Foto: leitor.
Área para fumantes aponta construção em passeio público. Foto: leitor.

De acordo com relatos dos moradores, após a abertura desta casa de shows, a população que reside perto desse local está passando por diversos problemas e tendo muita dificuldade aos fins de semana. Os relatos apontam para o insatisfatório controle do som ambiente, que é muito alto e a acústica do ambiente permite o vazamento do som, que pode ser escutado de longe. Também foram relatados problemas com os carros que circulam ao redor dos quarteirões próximos a casa de show com o som no volume extremo, chegando até a tremer as janelas das casas. A S Hall também ocupou uma parte do passeio público, que foi transformado em uma extensão “externa” da casa de shows para fumantes e segurada por grade. De acordo com morador, “a calçada virou uma área da casa noturna”.

Relatos apontam que, em dias de evento, fica impossível o descanso da vizinhança pois são muitos gritos e música alta. Os moradores do redor também reclamam da presença de “flanelinhas”, guardadores informais de carros nas ruas da cidade. Eles estariam incomodando os moradores e suas visitas que tentam estacionar o carro em frente as residências durante os finais de semana.

A casa de show S Hall está próxima ao Hospital das Clínicas e teria sido autorizada pela Prefeitura para funcionar num bairro tradicionalmente conhecido em nossa cidade pela quantidade significativa de idosos. Há denúncia de que, para evitar que os vizinhos fizessem abaixo assinado contra o funcionamento da casa de show no local, os proprietários teriam colocado uma faixa no início da obra informando que tratava-se de um buffet infantil.

Contactada pelo Marília Global no sábado, 14 de novembro, a Prefeitura se resumiu a dizer que a “casa de shows possui  alvará de funcionamento e dos Bombeiros. O proprietário da casa está dentro do prazo legal para a entrega do laudo de isolamento acústico. Até o momento a Prefeitura não recebeu nenhuma denúncia ou reclamação formal sobre o local.” Já o responsável pela casa de show, Armando Tripa, afirmou que estão com tudo em ordem. Ele não quis fazer entrevista por email e apenas informou que “a casa esta com todos os alvarás em dia, desde a vistoria feita e aprovada pelos bombeiros quanto (Sic!) ao alvará da prefeitura, e laudo acústico também.”

O Marília Global também entrou em contato com o Corpo de Bombeiros no sábado e até o momento não obteve resposta. Tanto a Prefeitura quanto o responsável pela casa de show não comentaram sobre a utilização do passeio público pela casa de show. O jornal online publica uma série de matérias sobre o assunto e esclarecimentos seriam bem vindos.

Neste fim de semana, ocorreu um show sertanejo, e no dia 21/11 está sendo organizada uma festa eletrônica de grande proporção.

Entre na conversa...