“Pura mentira!”, atraso na entrega dos uniformes escolares gera insatisfação nas redes sociais

Vinicius e crianças em propaganda do governo municipal. Foto: Wilson Ruiz.
Vinicius e crianças em propaganda do governo municipal. Foto: Wilson Ruiz.

O atual prefeito, Vinicius Camarinha (PSB), vem sofrendo um forte desgaste por conta de promessas feitas à população desde a campanha de 2012. Compromissos feitos pelo prefeito em 2012 e que não foram cumpridos após três meses e meio de mandato e, pior, compromissos rompidos durante sua gestão estão afetando sua imagem e pondo em risco suas chances de reeleição neste ano. Entre os compromissos não cumpridos com a população estão a promessa de se afastar do grupo político do pai, Abelardo Camarinha, e a de não repassar o Daem à iniciativa privada.

Agora, a reclamação da vez mirou na promessa de entregar os uniformes escolares em fevereiro. Em discurso, Vinícius afirmou que os uniformes que deveriam ser entregues em fevereiro aliviariam o orçamento das casas no começo do ano, o que não aconteceu. O período letivo nas escolas públicas municipais de Marília já se iniciou há cerca de quatro meses e a Prefeitura Municipal ainda não entregou os uniformes de verão e inverno aos alunos da rede.

Isso causou uma onda de insatisfação nas redes sociais. Compilado pelo site Marília Notícia, pais e responsáveis atacaram diretamente o prefeito na internet e o acusaram, por exemplo, de atrasar a entrega propositalmente para ocorrer em data mais próxima das eleições municipais. Outra usuária no Facebook disse que não é necessário tanto “carnaval” por parte do prefeito e disparou dizendo que o evento de entrega é uma “mentira”.
“Vindo desse prefeito não é de se estranhar né? Acho que ele vai entregar na véspera da eleição”.
“Na Emei do meu filho disseram que vão entregar depois das férias. Agora eu me pergunto, pra que todo aquele carnaval com o prefeito entregando os uniformes em uma Emei? Pura mentira!”.
“Talvez entreguem o de inverno quando acabar o inverno e o de verão quando acabar o verão”.

O atraso da Prefeitura na entrega do uniforme atinge as cerca de 19 mil crianças da rede pública municipal de ensino. Diante da exposição do problema na internet, a Prefeitura foi obrigada a se pronunciar e disse que o problema ocorreu “devido a um atraso por parte da empresa responsável pela confecção dos uniformes”. Na nota, a Prefeitura também lamentou o ocorrido.

Entre na conversa...