22 de October de 2018

A oficialização da “fake news” pela Prefeitura de Marília

Comunicação do prefeito Daniel Alonso PSDB) não explica fatos importantes da gestão.
Comunicação do prefeito Daniel Alonso PSDB) não explica fatos importantes da gestão.

A diretoria de Comunicação da atual Gestão municipal parece que esta confortável em fazer e distribuir notícias falsas sobre atos públicos.

Vejam só! Até o momento um dos mais escandalosos é a nota oficial distribuída durante o final de semana com o destaque, “Modernização e Eficiência”.

A nota afirma que a Prefeitura “decidiu suspender” o Chamamento Público 05/2018 para a contratação de empresa para gerenciar o Programa Estratégia Saúde da Família (PESF) na cidade.

Além disso, a nota traz comentários distorcidos do procurador geral do município, Alyson Souza e Silva (PSDB). A secretária da Saúde, Katia Santana, também falou. Eles afirmaram que a decisão de suspender o Chamamento visa a implantação de um “modelo mais abrangente de gestão” das Ações e Serviços de Saúde do Programa ESF.

Porém, isso é notícia falsa! Como antecipou o Marília Global com exclusividade, o Chamamento foi suspenso pelo conselheiro do Tribunal de Contas de São Paulo, Edgard Camargo Rodrigues.


Leia também,

Prefeitura tem 48 horas para justificar possíveis irregularidades
O blá blá blá da Prefeitura Municipal sobre erros na licitação da Saúde
O Nelsão do Megafone de ontem e o “persona non grata” de hoje

O conselheiro atendeu um pedido da Associação Gota de Leite. A Associação apontou diversas irregularidades no Edital publicado pela secretaria municipal da Fazenda, por meio da Divisão de Suprimentos.

Entretanto, o contribuinte precisa de uma explicação da atual gestão sobre as irregularidades no Edital. Estas envolvem questões trabalhistas e a falta de comprovação de experiência prévia de empresas interessadas na gestão do Programa ESF.

Pois trata-se de um Edital para escolher empresa para celebrar contrato com a Prefeitura de Marília de cerca de R$20 milhões.

Modernização? Só se for dos erros e dos interesses obscuros do poder público municipal. Eficiência? Só se for em produzir notícias falsas.

Entre na conversa...