19 de August de 2018

Mãe cospe no rosto de professora, após discussão sobre aluno em escola municipal

TRISTE REALIDADE

Neste Dia dos Professores o Marília Global concluiu a apuração de um caso que está deixando professores municipais indignados. No início do mês, no dia 6, foi registrado um boletim de ocorrência de agressão envolvendo a mãe de um aluno e uma professora municipal lotada na EMEF Professora Neusa Maria Bueno Ruiz Galetti, ao lado do Cemesc (Centro Municipal Educacional Esportivo e Cultura), mais conhecido como Ginásio de Esportes da Avenida Santo Antônio. Os nomes das envolvidas será preservado, em cumprimento ao que determina o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente).

Segundo foi apurado pela reportagem, uma mãe procurou uma das professoras para reclamar da forma como a docente estaria tratando o filho da mulher. Depois de um rápido bate-boca, com a professora argumentando que o aluno era indisciplinado, mal educado e agressivo, a mãe teria cuspido no rosto da funcionária municipal.

Neste instante, a servidora reagiu à agressão e desferiu vários tapas e puxões de cabelo na mulher. A Polícia Militar foi chamada e todos foram parar na delegacia. Testemunhas afirmaram que a professora apenas se defendeu e perdeu a “paciência” ao ser atingida pela mulher. Como resultado, a professora municipal perdeu o direito de “dobrar” a jornada na escola onde trabalha. Não há informações se será aberta sindicância administrativa para apurar o caso. Conforme o Marília Global apurou, a professora vai mover ação judicial contra a mãe, pela agressão e por danos morais.

Um episódio lamentável e triste, que marca esse Dia dos Professores. Já foi o tempo em que estes profissionais eram respeitados por alunos e pais. Hoje, a desvalorização da categoria é tão grande, que uma mãe se sente no direito de chamar a atenção dos docentes, pela forma como ele conduz os alunos, em sala de aula.

Entre na conversa...