18 de November de 2018

Comércio varejista na região de Marília têm alta de 3,5% nas vendas em maio

Lojas do comércio de Marília
Lojas do comércio de Marília

O comércio varejista na região de Marília faturou R$ 1,11 bilhão em maio, o maior para o mês desde o início da série histórica, em 2008 – alta de 3,5% se comparado ao mesmo período de 2017. No acumulado dos cinco primeiros meses do ano, o crescimento foi de 4,3%, e na soma dos últimos 12 meses, houve elevação de 4,6%.

Os dados são da Pesquisa Conjuntural do Comércio Varejista do Estado de São Paulo (PCCV), realizada mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) com base em informações da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo (Sefaz-SP).

Das nove atividades analisadas, três sofreram queda nas vendas, se comparado a maio de 2017, foram elas: autopeças e acessórios (-15,8%); lojas de móveis e decoração (-14,3%); e eletrodomésticos, eletrônicos e lojas de departamentos (-2,1%). Somadas, impactaram negativamente em 1 ponto porcentual (p.p.) para o desempenho geral.

Por outro lado, os setores de outras atividades (8%) e de supermercados (3,2%) apresentaram as maiores altas na mesma base comparativa, contribuindo com 3,1 pontos porcentuais.

Apesar desse desempenho positivo, alguns setores importantes de nosso varejo apresentaram queda no faturamento, o que demonstra que a situação econômica da região está vulnerável e preocupante. Seja pela insegurança política ou pela greve dos caminhoneiros que recentemente desestabilizou o País, nossa expectativa é que os próximos meses serão ainda mais instáveis”, ressalta Pedro Pavão, presidente do Sincomercio Marília.

Entre na conversa...