Agronegócio: Primavera – Instituto Biológico ensina como ter flores bonitas e saudáveis

Flores como a orquídea necessitam de cuidados para ficarem bonitas e saudáveis - Foto: Divulgação

A chegada oficial da Primavera traz além de flores algumas dúvidas sobre o melhor manejo desse tipo de planta. A Secretaria de Agricultura e Abastecimento, por meio de seu Instituto Biológico (IB), oferece aos produtores rurais e à população em geral orientações importantes sobre pragas, doenças e modos corretos de manejo para que as flores estejam sempre bonitas como naturalmente são.

São informações claras e relevantes que podem ser consultadas em forma de manuais, boletins técnicos e artigos científicos. São orientações sobre, por exemplo, aspectos fitossanitários das roseiras, fitossanidade do crisântemo, detecção de patógenos em lírios, aspectos fitossanitários das orquídeas, vírus nas petúnias e mofo em plantas ornamentais.

“São materiais importantes para conferir qualidade ao que é produzido, para garantir um produto perfeito, com sanidade. Isso impacta de forma na qualidade do produto, ninguém quer uma flor com mancha, ninguém quer ter na sala de casa uma planta com bicho. Para a planta estar bonita tem que estar sadia, e isso passa por esse contexto de informação”, explicou Harumi Hojo, pesquisadora do Instituto Biológico.

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Floricultura (Ibraflor), o Produto Interno Bruto (PIB) desta cadeia produtiva no Brasil, em 2014, foi de R$ 4,51 bilhões. A somatória de todas as vendas dos diversos elos da cadeia e também dos serviços prestados pelos agentes facilitadores com a movimentação financeira da cadeia produtiva foi de R$ R$ 10.226.273.606,40.

O Estado de São Paulo lidera o consumo per capita brasileiro com R$ 45 anuais. As cinco mais vendidas são, em primeiro lugar, as rosas, seguidas pelas astromérias, lírios, crisântemos e gipsophilas. 40% dos consumidores adquire flores para uso próprio, mesmo número dos que as compram em ocasiões especiais. 20% compram para dar de presente.

Para o secretário Arnaldo Jardim, esses materiais desenvolvidos pelo IB cumprem uma das principais diretrizes do Governo do Estado de São Paulo para a Secretaria. “Uma das mais importantes diretrizes de atuação do governador Geraldo Alckmin é aproximar dos produtores e da população o conhecimento gerado em nossos institutos de pesquisa”, destacou.

Entre na conversa...