20 de September de 2018

Poder público municipal está virando a cantina da Casa Sol?

Cantina no Ginásio Municipal vende cerveja e lanche

Vendedor entrega bebida alcóolica na cantina instaurada no Ginásio.
Vendedor entrega bebida alcóolica na cantina instaurada no Ginásio.

Ontem circulou um vídeo mostrando uma barraca instaurada dentro do Ginásio Municipal Neusa Galetti, na Avenida Santo Antônio. Na barraca havia comercialização de bebidas alcólicas e lanches para atender o pequenino público dos Jogos Regionais.

Todavia, três observações cabem aqui.

 

Primeira. Vender bebida alcóolica no Ginásio Municipal era uma vontade do secretário de Esportes, Eduardo Nascimento (PTB) e do procurador geral do Município, Alyson Silva (PSDB), desde o início de 2017.

Segunda observação. Eduardo e Alyson conseguiram derrubar a proibição de venda de bebida alcóolica em uma EMEF. Pois sim, o Ginásio Municipal faz parte legalmente de uma Escola Municipal.

Terceira. Além de tudo isso, uma busca no Portal da Transparência da Prefeitura de Marília não indica realização de licitação para contratar empresa para explorar comercialmente espaço público municipal. Se isso se confirmar, trata-se de indício de mais um grave crime de improbidade contra o atual prefeito.

De acordo com esse andar da carruagem, na atual gestão de Daniel Alonso (PSDB), o poder público municipal vai virando a cantina da Casa Sol.

A Casa Sol, loja de materiais de construção do atual prefeito e que enfrentou problemas financeiros até meados de 2017, tem uma cantina no segundo andar.

No local, tem bebidas e comidas ao gosto do prefeito, que também escolheu, sem precisar dar muita explicação, uma pessoa de seu convívio para cuidar da cantina.

Contudo, esse não é o caso da venda de bebida e comida no Ginásio Municipal. Quem vai avisar o prefeito se eles estão #tudojuntoemisturado?

Entre na conversa...