Profissional empreendedor é disputado pelo mercado

Atualmente são cerca de 14 milhões de micro e pequenas empresas no Brasil.
Atualmente são cerca de 14 milhões de micro e pequenas empresas no Brasil.

Não adianta buscar uma fórmula mágica, o sucesso profissional depende de muita dedicação. Mas, ajuda saber o que o mercado tem buscado. Segundo pesquisa da DMRH e Cia de Talentos, agência de recrutamento e seleção de emprego, atualmente as empresas estão atrás de pessoas que tenham capacidade de negociação, saibam trabalhar em equipe, consigam se planejar, se adaptem às mudanças e tenham perfil empreendedor.

Por isso, engana-se quem pensa que apenas os donos de empresas devem possuir a última habilidade. “Empreendedorismo está muito mais ligado a atitude”, explica Edson Gonçalves, docente da área de gestão e negócios do Senac Marília. “Na essência, uma pessoa empreendedora resolve problemas, próprios e de terceiros; ela sempre está buscando soluções,”.

E apenas quem gosta do que faz consegue ter essa atitude. “O principal é fazermos uma análise de nossas competências e habilidades, o que amamos fazer”. Isso evita frustações e ajuda na hora de dar um direcionamento para a carreira.

Além disso, esse tipo de perfil pode se desenvolver com cinco atitudes. A primeira é ter a capacidade de, diante dos desafios do cotidiano, visualizar soluções e oportunidades. A segunda é deixar o medo de lado. “Todo empreendedor precisa ter coragem para arriscar no que acredita e é justamente nesse ponto que muitas pessoas desistem de seus sonhos. As pessoas tendem a ser medrosas, não arriscam, e correm o risco de viver uma vida inteira de frustrações”.

Mas, de pouco adianta ser destemido e não estar ‘equipado’. “O empreendedor deve ter competência para executar e colocar em prática sua ideia; ele não tem que saber tudo, mas precisa conhecer pessoas que podem ajudar a concretizar seus planos”, explica o docente.

Depois disso, é importante ter responsabilidade por seus atos e escolhas, isso inclui enxergar os próprios erros e falhas. “Empreendedores não terceirizam culpa, sabem que tudo o que eles vão conquistar só dependem deles e de mais ninguém”.

A última atitude é ter organização, ou seja, traçar metas. “Não seja imediatista, gaste bastante energia para desenvolver um bom plano”. Esse direcionamento, segundo o docente, pode ser crucial. “Com certeza, isso ajudará a diminuir bastante os erros e, principalmente, evitará frustrações, perda de dinheiro e tempo”.

Senac Marília tem novo curso na área de gestão e negócios

Aos interessados em saber como o empreendedorismo pode ser usado para se destacar no mercado, o Senac Marília oferece pela primeira vez o curso Plano de Negócios para Empreendedores Inovadores, com aulas começam no próximo dia 14 de setembro. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (14) 3311-7770.

Sobre Gabriela Donatto 82 Artigos

Jornalista responsável é Gabriela Donatto, da Lettera Comunicação Estratégica. O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) é, desde sua criação, em 1946, o principal agente da educação profissional voltada para o Setor do Comércio de Bens, Serviços e Turismo.

Entre na conversa...