13 de November de 2018

Sem pagamento do 13º continua a greve dos funcionários do Complexo FAMEMA

Assembleia unificada em frente ao Hospital de Clínicas (HC) organizada pelo Sindicato Empregados nos Estabelecimento de Saúde de Campinas e Região – SINSAÚDE. Foto: Divulgação.
Assembleia unificada em frente ao Hospital de Clínicas (HC) organizada pelo Sindicato Empregados nos Estabelecimento de Saúde de Campinas e Região – SINSAÚDE. Foto: Divulgação.

Os trabalhadores do Complexo FAMEMA em assembleia unificada, em frente ao Hospital de Clínicas (HC), decidiram nessa tarde (10) continuar com a greve que teve início dia ontem (9) devido à falta de pagamento da primeira parcela do 13º salário. A primeira parcela do 13º salário teria que ser paga dia 30 de novembro conforme determina a lei. A assembleia foi organizada pelo Sindicato Empregados nos Estabelecimento de Saúde de Campinas e Região – SINSAÚDE,

Na ocasião, foi apresentada uma proposta pela diretoria do Complexo FAMEMA de realizar o pagamento integral do 13º salário no dia 14, segunda feira. “Levamos para os trabalhadores a proposta da diretoria do Complexo FAMEMA, mas os trabalhadores recusaram, não aceitaram a proposta e assumiram a responsabilidade em continuar a greve”, explicou Aristeu Carriel presidente da subsede SINSAÚDE Marília.

Assembleia unificada em frente ao Hospital de Clínicas (HC) organizada pelo Sindicato Empregados nos Estabelecimento de Saúde de Campinas e Região – SINSAÚDE. Foto: Divulgação.
Assembleia unificada em frente ao Hospital de Clínicas (HC) organizada pelo Sindicato Empregados nos Estabelecimento de Saúde de Campinas e Região – SINSAÚDE. Foto: Divulgação.

Segundo Aristeu, os trabalhadores decidiram que só voltarão a trabalhar mediante o pagamento do 13º salário. “A greve continua e os funcionários só voltam a trabalhar se efetuar o pagamento do 13º salário”.

Pela segunda vez no ano o trabalhadores do Complexo FAMEMA estão de greve, já no primeiro movimento de greve os empregados reivindicavam reajuste salarial e melhores condições de trabalho e agora lutam para garantir o direito de receber o 13º salário.

Entre na conversa...