18 de September de 2018

A desfaçatez por trás do título de Marília na natação

Eduardo Nascimento prometeu que iria investir nos atletas de Marília, e fez o oposto.
Eduardo Nascimento prometeu que iria investir nos atletas de Marília, e fez o oposto.

O Marília Global recebeu a informação de que uma grande parte dos atletas medalhistas por Marília nos Jogos Regionais são de fora da cidade. E mais. São atletas contratados possivelmente com dinheiro público para competir pela nossa cidade.

Seria o caso do atleta Fernando Ernesto Santos, um dos nadadores do time mariliense que o atual secretário de Esportes, Eduardo Nascimento (PTB), teria contratado no valor de R$ 5.000,00.

Na 61ª edição dos Jogos Regionais (2017), disputados em Osvaldo Cruz, o nadador defendeu as cores de Presidente Prudente. Inclusive, Ernesto é uma revelação do esporte prudentino, onde deu suas primeiras braçadas. O nadador já defendeu a equipe da Unisanta de Santos e do Corinthians.

A equipe de natação mariliense em 2018 é composta de 20 atletas. Sua maioria seria formada por atletas de fora da cidade. Inclusive com outros atletas recebendo recursos públicos para competir pela cidade.

Outras modalidades também são suspeitas de terem atletas de fora da cidade de Marília.

Promessa não cumprida

Entretanto, matéria do G1 de 17 de maio de 2018 destacou que Eduardo Nascimento prometeu que iria investir nos atletas da cidade para os Jogos Regionais de 2018.

“Estamos estudando junto com a assessora técnica dos Jogos, Elaine Cardoso, em quais categorias vamos participar. Ressaltando que o investimento no atleta de Marília será sempre nossa motivação de trabalho”, disse o secretário.

O atual prefeito Daniel Alonso (PSDB) reiterou o seu secretário e afirmou, na abertura dos Jogos de Marília, que a cidade iria disputar com as “pratas da casa”.

Esse discurso não condiz com a verdade, como se viu com o atleta Ernesto Santos.

Além disso, o Marília Global conversou com um esportista da cidade que revelou que os Jogos Regionais dificilmente revelará alguém da cidade para os esportes. Pior. A Prefeitura de Marília gastou mais com a organização dos Jogos do que investe nas bases.

Quando a desfaçatez dará lugar ao respeito e ao investimento nos atletas marilienses?

Entre na conversa...