A crise não entra nos salões de beleza

Foto: Indian Vanity.

 

Setor aquecido continua a gerar oportunidades em 2016. Docente do Senac Marília orienta que lucros dependem da boa gestão e ‘visão abrangente’

Os cuidados com o corpo e cabelos influenciam na autoestima dos clientes e também na dos empresários do setor. Segundo levantamento do Sebrae, atuar como cabelereiro e na venda de cosméticos está entre as sete ideias de negócios mais promissoras para 2016.

E tanto otimismo vem dos números da área que, no ano passado, cresceu mais de 7%. Ou seja, não existe crise para a vaidade do brasileiro. No entanto, o consumidor também está mais criterioso com os seus gastos.

“Atuar neste segmento, assim como em outros, exige profissionalismo, somente assim o empreendimento sobrevive, principalmente com a economia menos aquecida”, explica Edson Gonçalves, docente da área de gestão e negócios do Senac Marília.

Ter uma postura ‘mais profissional’ exige visão abrangente do empreendimento. “Um erro muito comum é pensar ‘meu salão é pequeno, não preciso de muita coisa’ e começar a agir de forma limitada”, explica Edson.

Parece simples, mas não é. Esta postura é tão nociva que é capaz de gerar outras atitudes que podem comprometer a sobrevivência do negócio. “Pense sempre grande e evite os erros pequenos”, explica o docente.

Como isso é possível? Comece buscando conhecimento e se mantenha atualizado com cursos e feiras da área, isso é determinante para a competitividade. Mas é preciso ir além e buscar outras competências.

“Muitos decidem abrir um salão por já atuarem na área; no entanto, gerir um estabelecimento exige conhecimento de gestão”. Segundo o docente, o salão não sobrevive apenas com um serviço bem executado. É preciso gerir financeiramente o empreendimento.

“Para isso, não conte com lucro nos seis primeiros meses do salão”, orienta Edson. Esta é média de tempo em que no negócio começa a gerar receita. “Nunca use o dinheiro que entrar para gastos pessoais, tenha outra fonte de renda durante este período, ou economias que possibilitem isso”, afirma Edson.

O atendimento é outro ponto importante. “Seja atuando sozinho ou com uma equipe, atente-se para o bom comportamento de todos”, afirma Edson. O cuidado com o cliente não deve se restringir ao momento em que o serviço estiver sendo feito.

Por exemplo, o consumidor opta por se arrumar em seu salão para ir a uma festa, por que não ligar depois e perguntar se deu tudo certo, se o penteado e maquiagem surtiram o efeito desejado? “Existem profissionais em Marília que com esta atitude simples estão obtendo ótimos resultados”.

“Em resumo, antes de pensar em crescer, tenha certeza de que os atuais clientes estão saindo de seu salão com as expectativas atendidas ou superadas. É neste ponto que o seu sucesso começa a acontecer”, finaliza do docente.

Senac Marília oferece cursos na área de beleza e gestão

Aos empreendedores que buscam conhecimento, o Senac Marília oferece vagas para os cursos Técnico em Massoterapia, Técnico em Estética e Plano de Negócios para Empreendedores Inovadores.

Informações sobre inscrições podem ser obtidas diretamente na unidade, localizada na rua Paraíba, nº 125, Centro, pelo telefone (14) 3311-7700, ou no Portal www.sp.senac.br/marilia.

Sobre Gabriela Donatto 82 Artigos
Jornalista responsável é Gabriela Donatto, da Lettera Comunicação Estratégica. O Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) é, desde sua criação, em 1946, o principal agente da educação profissional voltada para o Setor do Comércio de Bens, Serviços e Turismo.

Entre na conversa...