15 de December de 2018

Vídeos na aula: 7 ferramentas para ir além de uma sessão de cinema

Artigo publicado originalmente no site Edutopia, em 2014, com apresentação de 8 ferramentas. Nesta tradução e adaptação, feita por Aurea Lopes, uma ferramenta foi eliminada por estar descontinuada.

Não é segredo que muitos professores são apaixonados pelo uso de vídeos em sala de aula. Quando bem utilizados, os vídeos podem levar os estudantes a fazer conexões com pessoas e ideias que estão além dos seus círculos de referência habituais.

Há uma onda de ferramentas novas — e, em grande parte, gratuitas ou de baixo custo — que ajudam os professores a ter acesso a seus clipes favoritos e usá-los em aplicações educacionais. Se você usa vídeos para enriquecer sua aula ou se simplesmente acredita no poder dos vídeos para conquistar a atenção das crianças, talvez algumas das sugestões da lista abaixo sejam bastante úteis.

Zaption

Gratuito por um tempo, depois tem opção paga. Com o Zaption você transforma os seus alunos, de expectadores passivos, em aprendizes ativos. A ferramenta permite adicionar a qualquer vídeo links, questões de múltipla escolha, pesquisas, discussões e muito mais, para criar os chamados “tours”, espécie de roteiros. Confira os tutoriais no canal do YouTube, que também oferece recursos de análise para saber o quanto os vídeos estão atraindo o interesse. Veja alguns exemplos.

TED-Ed

Gratuito. Muitos educadores sabem que o TED-Ed – um site livre para estudantes e professores, a partir dos conteúdos das conferências TED – publica animações bem bacanas. Mas você sabia que a plataforma também possibilita elaborar aulas adicionando questões e comentários em qualquer vídeo do YouTube? Por meio de uma interface amigável, em uma única URL, os estudantes podem assistir os vídeos e realizar as tarefas que você propôs. E você pode monitorar as respostas deles. Veja um exemplo.

Vialogues

Gratuito. Vialogues é uma excelente ferramenta para uma discussão compartilhada sobre um vídeo. Você também pode acrescentar desafios e perguntas aos estudantes. A ferramenta foi desenvolvida pelo EdLab, da Universidade de Columbia. Veja um exemplo.

Metta.io

Gratuito para um módulo básico, pago para versões mais avançadas. Quer reunir alguns vídeos e adicionar textos ou gráficos em camadas? Metta é a ferramenta que você precisa – apesar de ter uma das mais confusas interfaces desta lista. Porém, também é a única da lista em que, mais do que criar um invólucro para os vídeos, proporciona uma nova experiência de mídia. Veja um exemplo.

VideoNot.es

Gratuito. Com o aplicativo VideoNot.es é possível fazer anotações ao longo do vídeo e avançar na exibição, clicando de anotação em anotação – melhor ainda, a ferramenta é integrada ao Google Drive, o que torna bastante simples salvar e sincronizar as notas. É preciso instalar o programa para ver o exemplo.

eduCanon

Tem uma versão gratuita e opções pagas. Similar ao Zaption, o eduCanon permite complementar um vídeo escolhido com variados tipos de recursos para tornar a exibição mais interativa – de pausas para reflexão a clipes de audio e questões de múltipla escolha. O professor também pode monitorar as respostas. Veja um exemplo.

Huzzaz

Gratuito. Huzzaz é um aplicativo para descobrir e fazer curadoria de vídeos. É uma ferramenta simples para coletar, organizar e fazer anotações em uma playlist, tanto do YouTube quanto do Vimeo. Se você gosta de agrupar vídeos por temas, vai achar essa ferramenta excelente. Veja um exemplo.

É possível dizer que a disseminação da sala de aula invertida é uma das causas do ressurgimento de ferramentas dedicadas a tornar os vídeos mais flexíveis para o uso por professores em classe. Mas cada docente poderia encontrar sua forma de usar esse tipo de funcionalidade para agregar valor às suas aulas. Espero que meu entusiasmo o tenha encorajado a experimentar alguns desses aplicativos.

Entre na conversa...