18 de September de 2019

Confira dicas para economizar em viagens com crianças

É preciso pesquisar muito para conseguir viajar bem, e barato, com crianças. Confira as dicas no Marília Global. É preciso pesquisar muito para conseguir viajar bem, e barato, com crianças. Confira as dicas no Marília Global.
É preciso pesquisar muito para conseguir viajar bem, e barato, com crianças. Confira as dicas no Marília Global.

Muitas pessoas tem a impressão de que viajar com crianças custa muito mais caro! Claro que quando somos mais de um ou dois, as despesas aumentam, mas ainda assim são menores do que se outro adulto estivesse viajando junto. Viajar em casal, com um filho ou dois, dependendo de suas idades, pode sair mais barato do que viajar em grupo de amigos. Aqui vão algumas dicas para colocar o pé na estrada sem medo de apertar o orçamento da família!

Viajar de avião

Na maioria das companhias aéreas, crianças até os 2 anos não pagam ou, no máximo, pagam 10% da passagem! Porque não aproveitar para fazer aquela viagem cara? (observação: elas não pagam, mas em contrapartida, viajam no colo. Se quiserem que elas tenham um assento, devem pagar por ele).

De 2 aos 12 anos, e dependendo da companhia aérea, as crianças pagam de 50% a 75% da passagem. Porém, não esqueçam que também passam a ter cartão de milhagem e acumulam milhas!

Com crianças pequenas que ainda não estão na escola, dá para fugir das férias escolares quando tudo fica mais caro! A baixa estação é um excelente período para viajar em família.

Aproveitem as diversas promoções de passagens que as companhias tem feito: a concorrência anda bastante acirrada e as companhias não param de fazer promoções. A dica é seguir no facebook certos perfis especializados em informar sobre promoções aéreas. Melhor ainda é fazer a assinatura destes sites para receber no e-mail as promoções em primeira mão ou baixar o aplicativo gratuito, que avisa rapidamente pelo celular.

Pesquisar bastante!

  • Evitar viajar no final de semana. Se puderem viajar na segunda ou terça, as tarifas são melhores;
  • Verificar as taxas de embarque, que são as mesmas, com ou sem promoção, porém, alguns sites indicam os preços sem taxas e depois temos uma surpresa;
  • Verificar tempo de voo, escalas e conexões. O barato pode sair caro! Já é difícil para adultos, imaginem com crianças: sair de madrugada, fazer 2 ou 3 paradas, conexões de 5 h, etc… Pode ser que não existam opções, mas se puderem evitar essas situações, melhor.
  • Milhagem: aproveitar as promoções que pedem menos milhas. Aqui também vale se cadastrar nos sites para receber as promoções.

Viajar de ônibus ou trem

Nas viagens de ônibus, as crianças até 5 anos não pagam se viajarem no colo dos pais ou acompanhantes. As viagens de trem são menos frequentes no Brasil, mas na Europa, as crianças com menos de 4 anos não pagam (mas não tem lugar reservado), e de 4 aos 12 anos, elas tem 50% de desconto na tarifa adulta.

Hospedagem

Em muitos hotéis e pousadas crianças não pagam até os 5, 6 anos. Alguns hotéis permitem a gratuidade para crianças somente até os 2 ou 3 anos, mas ainda bem, estes  são a minoria. Após os 5 anos, muitos cobram 30% pela cama extra.

Existem muitas promoções com gratuidade para crianças até 12 anos, ou até mesmo para 2 crianças até 12 anos no mesmo quarto de dois adultos pagantes.

Outra opção em conta e prática com crianças são os apart hotéis com cozinhas, ou até alugar um apartamento, em vez de ficar em hotel.

Refeições

Crianças não comem muito…por isso, é sempre interessante quando existem menus infantis, mais baratos e com menos comida. Ou, crianças pequenas podem até dividir o prato com os pais.

Passeios

Crianças muitas vezes não pagam entrada em monumentos turísticos até os 5, 6 anos. Depois, pagam meia-tarifa até os 12 anos.

Na França e Europa, os museus são gratuitos para as crianças até os 18 anos. Nos Estados Unidos, até os 16 anos.

Abusar dos programas gratuitos como ir a parques e parquinhos, praias, conhecer curiosidades locais, ir a Museus e Galerias com entrada franca…crianças não são exigentes, um “nada” as diverte!

Usar grupos de compras

O principal, como para toda boa viagem (com ou sem crianças), é pesquisar e programar! Prever um orçamento, juntar um pouquinho todo mês para as férias, estabelecer e dividir as regras na família, inclusive com as crianças: quanto gastar com lembrancinhas, sorvetes, lanches… E saibam que podem até ter boas surpresas como a que já tivemos, de ganhar um up grade em Hotel porque estávamos com crianças!

Entre na conversa...