21 de July de 2018

O boné do vereador Zé Luiz Queiroz ao Executivo

Foto: Prefeitura Municipal de Marília.
Foto: Prefeitura Municipal de Marília.

A nova estrutura da Zona Azul em Marília foi divulgada em decreto no Diário Oficial do Município de Marília (DOMM) nesse último sábado (01). Porém, a matéria gera polêmica e já causou mais um revés ao prefeito Daniel (PSDB), que publicou retificação ontem (03) do edital recuando diante de um antes desejado super-aumento dos valores cobrados pela Emdurb (Empresa Municipal de Mobilidade).

Era R$2,50/hora, agora voltou ao valor de R$1,50/hora.

O Giro Marília elencou outras polêmicas trazidas pelo edital da Zona Azul, como:

  • aumento do tempo de cobrança, antes das 8h-17h, agora das 8h-18h;
  • maior área de cobrança, incluindo agora hospitais e Fórum municipal; e a
  • criação de uma mau explicada “advertência de irregularidade”, no valor de 10 vezes a tarifa da Zona Azul.

O vereador Zé Luiz Queiroz (PSDB) foi a sua rede social comentar aquilo que ele considerou “medidas atabalhoadas” do Executivo municipal.

“Perdeu-se uma grande oportunidade de se corrigir distorções do decreto, dialogando com vereadores e seguimentos da sociedade impactados com as mudanças. Infelizmente, as medidas atabalhoadas são frutos da junção da pressa com a falta de diálogo”.

E concluiu: “Quem não gosta de ser fiscalizado, pegue o seu boné!!” A mensagem tem endereço certo.

A Emdurb, sob a presidência de Valdeci Fogaça (PSDB), tem pressa de quê?

Entre na conversa...