24 de June de 2019

Com apoio da Life, a cidade de Garça promove a 28ª Festa da Cerejeira

A Festa da Cerejeira de Garça, evento tradicional da região que promove todos os anos um grande espetáculo da natureza e que tem como principal objetivo realizar atividades que ressaltem a cultura nipônica, chega a sua 28ª edição.

Com uma expectativa de receber milhares de pessoas entre os dias 04 e 06 de julho, o evento trará para o Lago Artificial J.K. Williams nessa edição, além da culinária típica oriental, feira de artesanato, oficinas, apresentações de Taikô, entre outros.

A edição deste ano contará ainda com atrações musicais da cidade e região, como a Banda Camorra; Vovódika; Phoma; Alquimia e Grupo Pegada Envolvente, bem como a apresentação do cantor e compositor Peninha; Banda Eletro Sampop; cantora Karen Ito e da Banda Show Oz.

Além de todas essas atrações, a Life, parceira da Festa da Cerejeira, disponibiliza acesso à internet o que irá possibilitar à imprensa local a transmissão ao vivo durante os dias de festa. A cobertura completa poderá ser acompanhada através das rádios, jornais, revistas e redes sociais, garantindo que o público aproveite ao máximo e fique por dentro de tudo o que acontece durante esse grande evento.

 As cerejeiras em Garça

A história das cerejeiras em Garça começou em 1979, quando Nelson Koshe Ichisato, trouxe as primeiras mudas de cerejeiras para o município.

Para matar as saudades do país de origem, durante anos ele visitou a florada das cerejeiras em Campos do Jordão, o encantamento foi tanto que decidiu trazer as mudas para cidade de Garça, onde morava. No começo poucos acreditaram que o plantio de mudas no bosque desse certo. Cento e dez mudas foram plantadas em uma só vez e para sua tristeza, após o plantio choveu muito na região e várias mudas morreram.

Mas, ele não desistiu. No ano seguinte novas mudas foram plantadas. De lá para cá elas se tornaram responsáveis pelo mais belo parque de cores, que todo ano floresce encantando turistas que visitam a cidade apenas para admirar as belas flores.

Garça e região se rendem aos encantos da flor de cerejeira e a festa é hoje um dos eventos temáticos mais reconhecidos do País, fazendo parte do calendário turístico do Estado de São Paulo. Com mais de 500 árvores de cerejeira, a festa ressalta a florada dessa espécie, as margens do lago Artificial J.K. Williams.

Para a colônia japonesa, a cerejeira (sakura), simboliza a fragilidade da existência humana e é enraizada pela história dos antigos samurais. Guerreiros decididos a morrer pelos seus mestres em qualquer circunstância, os samurais estavam preparados para viverem poucos anos, assim como essas flores imponentes que nascem pela manhã e morrem no final da

Entre na conversa...