Sistemas integrados de produção dão maior resultado, afirma Embrapa

Foto: Embrapa.
INTEGRAÇÃO INTELIGENTE
O retorno do investimento feito pelos produtores que adotam sistemas integrados de produção como a integração lavoura-pecuária-floresta (ILPF) é maior do que daqueles que utilizam apenas a lavoura ou pecuária. O resultado foi identificado na Embrapa Agrossilvipastoril por meio da avaliação de quatro Unidades de Referência Tecnológica e Econômica (URTE) em Mato Grosso. Na Fazenda Dona Isabina, em Santa Carmem (MT), por exemplo, para cada um real investido pelo proprietário no sistema integrado, no período de 2005 a 2012, o lucro foi de R$ 0,53.
ACESSOS A MERCADO
O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, discutiu na quinta-feira (21-07) o programa piloto que prevê ações para promover o agronegócio brasileiro no exterior e atrair investidores. O Programa Acesso a Mercados (PAM-AGRO) foi apresentado a representantes do setor produtivo, como a Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos (Citrus-Br), União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA) e Associação Brasileira de Laticínios (Viva Lácteos) e Conselho dos Exportadores de Café do Brasil.  As entidades convidadas representam 40% de todas as exportações do país.
HORTA DOMÉSTICA
Alfaces verdinhas, macias e que não recebem agrotóxicos são produzidas na Embrapa Pantanal por meio de um sistema que aproveita materiais recicláveis, ocupa pouco espaço e exige baixa manutenção. Estamos falando da horta suspensa vertical semi-hidropônica, adaptada para produzir verduras na unidade de pesquisa pantaneira. As plantas crescem em uma estrutura com várias colunas formadas por garrafas pet encaixadas umas nas outras, preenchidas com terra.
CULTIVANDO ÁGUA BOA
A experiência de integrar a população, produtores rurais, Poder Público e iniciativa privada para promover um cenário social, ambiental e economicamente sustentável adotada no Paraná foi apresentada a membros do Comitê da Bacia Hidrográfica do Alto Tietê (CBH-AT) e órgãos das áreas de saúde e saneamento durante o Seminário “Cultivando Água Boa”, realizado no dia 21 de julho, na sede da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, na capital paulista.
VALOR DA TERRA
A Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo divulgou o Levantamento do Valor da Terra Nua, que indica os preços médios das terras agrícolas em 124 municípios paulistas. O material é utilizado como referência para a cobrança de tributos como o Imposto de Transmissão de Causa Mortis e Doação (ITCMD) de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) e Territorial Rural (ITR). As informações também são utilizadas por instituições bancárias e como base para desapropriações de terras rurais realizadas pelo governo.
SOJA
As boas condições das lavouras de soja nos Estados Unidos e as demandas mundial e brasileira enfraquecidas resultaram em queda nos valores domésticos da soja na semana (18-22/07). Segundo pesquisadores do Cepea, houve aumento na diferença entre os valores oferecidos por compradores e pedidos por vendedores brasileiros, cenário que reduziu a liquidez no mercado.
MILHO
A maior presença de compradores na semana (18-22/07) deu mais suporte ao movimento de alta nos preços do milho. Com baixos estoques e temendo encarar novamente um cenário difícil, como o verificado no primeiro semestre, compradores voltaram ao mercado, segundo pesquisadores do Cepea. A oferta, no entanto, ainda está limitada, visto que muitos produtores estão retraídos.
MANDIOCA
Ainda que parte dos agricultores continue priorizando o plantio, o ritmo da colheita da raiz de mandioca aumentou na semana (18-22/07), elevando a oferta do produto para as indústrias. Como resultado, a quantidade de fécula processada avançou 12% em relação à semana anterior. Segundo pesquisadores do Cepea, o maior volume ofertado e a menor demanda industrial, especialmente de unidades de farinha, enfraqueceram o movimento de alta dos preços, que vinha sendo expressivo nas semanas anteriores.

Dê sua opinião: mauricio.picazo.galhardo@hotmail.com. Boa semana e um forte abraço.

Entre na conversa...