17 de September de 2019

Novo Código de Ética da Santa Casa de Marília irá contemplar TCLE e Mídias Sociais

Grupo de líderes, gerentes e encarregados participou da reedição do documento que é referência para funcionários, corpo clínico, diretoria e parceiros. Foto: Divulgação.
Grupo de líderes, gerentes e encarregados participou da reedição do documento que é referência para funcionários, corpo clínico, diretoria e parceiros. Foto: Divulgação.

Terminou nesta quarta-feira (01) o Encontro de Ética Institucional, promovido pela Santa Casa de Marília, com apoio da Associação Paulista de Medicina. O encerramento, no salão de reuniões do hospital, aconteceu após duas etapas no auditório da APM e culminou com a “reedição” do Código de Ética que norteia funcionários, corpo clínico, diretoria e parceiros da Santa Casa. Entre as principais alterações estão a inclusão de tópicos sobre o uso das redes sociais e o Termo de Consentimento Livre Esclarecido (TCLE).

A discussão, coordenada pelo diretor de Gestão e Desenvolvimento Institucional, Márcio Mielo, teve como base os dois dias anteriores de trabalho e contou com a participação da jornalista e assessora de imprensa da Fehosp (Federação das Santas Casas e Hospitais Beneficentes do Estado de São Paulo), Carolina Fagnani.

Ética em Saúde e imagem institucional

Na noite de terça-feira (31) a psicóloga e enfermeira Flávia Cristina Castilho Carácio provocou uma ampla reflexão com o tema “A Construção da Interdisciplinariedade em Foco”, que começou com uma revisão do próprio conceito de ética e resultou na aplicabilidade na área da saúde, relações interpessoais, educação e cidadania.

Carol Fagnani apresentou aspectos da comunicação e mostrou, com casos de grande repercussão, como as estratégias de prevenção e gestão de crises podem contribuir para preservar a reputação das organizações. Tratou ainda de aspectos éticos na relação que envolve instituição, imprensa e comunidade.

Na segunda-feira (30), dia de abertura, o Encontro teve a colaboração da médica Katia Burle dos Santos Guimarães, conselheira responsável pela delegacia de Marília do Cremesp (Conselho Regional de Medicina), com apresentação do tema “Autonomia e Vínculo no Cuidado em Saúde”. Na mesma oportunidade, o médico João Alberto Salvi, docente, diretor clínico dos hospitais do Complexo Famema, e ex-delegado regional do Cremesp em Marília, abordou o “Termo de Consentimento Livre Esclarecido – A importância na prática médica”.

O novo Código de Ética, após reedição e aprovação pela diretoria da Santa Casa, será divulgado entre os funcionários e parceiros, continuando a fazer parte do material para Integração de novos colaboradores, no ato da contratação.

Entre na conversa...